Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Aspectos psicossociais da qualidade de vida de receptores de transplante hepático / Aspectos psicosociales de la calidad de vida de los receptores de trasplante hepático / Psychosocial aspects of quality of life of hepatic transplant receivers

Aguiar, Maria Isis Freire de; Alves, Naiana Pacífico; Braga, Violante Augusta Batista; Souza, Ângela Maria Alves e; Araújo, Michell Ângelo Marques; Almeida, Paulo César de.
Texto & contexto enferm ; 27(2): e3730016, 2018. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-904442
RESUMO

Objetivo:

avaliar a dimensão psicossocial da qualidade de vida de pacientes antes e depois do transplante hepático.

Método:

estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa, com 150 pacientes submetidos ao transplante de fígado em seguimento a partir do sexto mês, no ambulatório de um centro de referência em transplante hepático. A coleta de dados foi realizada a partir da aplicação de um instrumento com dados sociodemográficos/clínicos e do questionário Liver Disease Quality of Life. Foi utilizada análise estatística descritiva, teste t de Student para comparação das médias dos domínios e Games-Howell para comparações múltiplas.

Resultados:

houve melhoria nos níveis de qualidade de vida pós-transplante nos quatro domínios avaliados (<0,0001), com maior elevação de escores para os domínios preocupação (55,5 vs 87,9) e estigma da doença hepática (58,6 vs 93,7).

Conclusão:

o estudo demonstrou que os pacientes submetidos ao transplante hepático obtiveram uma melhoria significativa da percepção da qualidade de vida no que diz respeito à dimensão psicossocial, sendo mais perceptiva nos domínios preocupação e estigma da doença hepática.
Biblioteca responsável: BR17.1