Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Representações sociais acerca dos riscos de acidentes de trabalho / Representaciones sociales sobre los riesgos de accidentes de trabajo / Social representations of occupational accident risks

Couto, Pablo Luiz Santos; Gomes, Andréia Cristina; Alves, Fernanda Fernandes; Castelan, Edmar; Dib, Rachel Verdan; Mercês, Magno Conceição da; Gomes, Antônio Marcos Tosoli.
Rev. bras. promoç. saúde (Impr.) ; 31(2): 1-10, 22/06/2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-906948

OBJETIVO:

Analisar as representações sociais de profissionais de enfermagem acerca dos riscos de acidentes de trabalho.

MÉTODOS:

Estudo do tipo qualitativo, com eixo teórico na teoria das representações sociais, realizado com 70 profissionais de enfermagem (enfermeiros e técnicos) em regime de plantão noturno em um Hospital Regional do Município de Guanambi, Bahia, Brasil, no período de março e abril de 2017. Utilizou-se como técnica de coleta de dados a associação livre de palavras e a entrevista em profundidade. As evocações foram analisadas mediante a análise de conteúdo.

RESULTADOS:

As palavras evocadas pelos entrevistados, com maior significação e frequência, para o termo indutor riscos ocupacionais, foram: acidente, segurança e bactéria. Para o outro termo indutor, riscos biológicos, foram: sangue, bactéria, secreção e contaminação. As representações sociais acerca dos riscos de acidentes de trabalho demonstram que o conhecimento científico é difundido no grupo, reforçando o quanto o assunto faz parte do cotidiano de trabalho, uma vez que é propagado e compartilhado entre eles. Os participantes representam os riscos e os acidentes como algo distante de suas realidades laborais, ou seja, pensam que não correm o risco de se contaminarem ou de sofrerem outro tipo de acidente.

CONCLUSÃO:

Os resultados demonstraram, através das representações sociais, que os profissionais de enfermagem sabem da existência dos riscos para os acidentes de trabalho, como os riscos ocupacionais e os riscos biológicos, reconhecendo o perigo, mas com o outro, não consigo, o que sugere uma dificuldade em distinguir a própria insegurança. (AU)
Biblioteca responsável: BR6.1