Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Acidente vascular encefálico como complicação da hipertensão arterial: quais são os fatores intervenientes? / Stroke as complication of arterial hypertension: which are the intervenient factors? / Accidente Vascular Encefálico como complicación de la hipertensión arterial: ¿cuáles son los factores que interfieren?

Mendonça, Larissa Bento de Araújo; Lima, Francisca Elisângela Teixeira; Oliveira, Sherida Karanini Paz de.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 16(2): 340-346, abr.-jun. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-638616
O objetivo foi identificar os fatores intervenientes na adesão ao tratamento anti-hipertensivo que contribuíram para surgimento do acidente vascular encefálico (AVE). Estudo descritivo realizado em uma Unidade de AVE de um hospital público. A amostra constituiuse de 75 pacientes com diagnóstico de Hipertensão Arterial Sistêmica acometidos por um AVE. A coleta de dados aconteceu em março e abril de 2010. Estudo aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa sob parecer nº 110302/10. Os fatores intervenientes na adesão do paciente ao tratamento anti-hipertensivo foram sexo masculino (61,4%), idade >60 anos (48%), antecedentes familiares para HAS (68%), baixa escolaridade (72%), renda familiar até um salário mínimo (52%) e presença de efeitos colaterais (22,6%). Talvez a experiência de um AVE seja um fator determinante para a maior adesão do paciente ao tratamento antihipertensivo. É necessário que os enfermeiros realizem acompanhamento ao hipertenso periodicamente, informando-o acerca da doença e do tratamento, visando evitar complicações.
Biblioteca responsável: BR442.1