Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Uso de marcapasso implantável no tratamento da taquicardia supraventricular paroxística refratária a terapeutica farmacológica / The use of implantable pacemaker in the treatment of paroxysmal supraventricular tachycardia refractory to pharmacologic therapy

Sant'Anna, Joäo Ricardo; Medeiros, Cláudio; Halperin, Cídio; Lucchese, Fernando; Kalil, Renato; Prates, Paulo; Nonohay, Nelson; Nesralla, Ivo.
Arq. bras. cardiol ; 56(4): 275-9, abr. 1991. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-95081
Objetivo - Avaliar o uso de marcapasso antitaquicardia em portadores de taquicardia supraventricular paroxística refratária à farmacoterapia. Casuística e Métodos - Oito casos com implante em posiçäo atrial e um em ventricular. As idades variaram de 32 a 63 anos e a duraçäo dos sintomas de 2 a mais de 40 anos. O tratamento com até seis drogas antiarrítmicas foi ineficaz em todos os casos; a freqüência de crises variou de mensal até 3 vezes ao dia. Quatro pacientes necessitaram cardioversäo das taquicardias, demonstrando em estudo eletrofisiológico, foi a reentrada nodal atrioventricular (AV) em 6 casos e a reentrada AV por via acessória AV em 4 (em 1 paciente contribuíram ambos mecanismos). O acompanhamento pós-implante variou de 2 a 18 meses. Resultados - Todos os pacientes experimentaram significativa melhora. Dois episódios näo interrompidos ocorreram em 2 pacientes; foi observada, em um deles, taquicardia supra ventricular paroxística induzida pelo marcapasso, como conseqüência de taquicardia sinusal. Estes eventos foram resolvidos pela reprogramaçäo. O tratamento farmacológico foi suspenso em 7 pacientes. Conclusäo - A utilizaçäo de marcapasso antitaquicardia demonstrou ser efetiva no tratamento da taquicardia supraventricular paroxística, refratária à farmacoterapia
Biblioteca responsável: BR1.1