Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Retrospective study of Bovine herpesvirus 5 meningoencephalitis in cattle from São Paulo State, Brazil / Estudo retrospectivo de meningoencefalite por herpesvírus bovino-5 em bovinos do estado de São Paulo, Brasil

Arq. bras. med. vet. zootec; 69(2): 299-304, mar.-abr. 2017.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-833816

Resumo

Meningoencephalitis caused by Bovine herpesvirus 5 (BoHV-5) is an important neurological disease that affects Brazilian cattle herds. The present study investigated the presence of BoHV-5 DNA in cattle diagnosed with meningoencephalitis at Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, UNESP - Univ Estadual Paulista from 1980 to 2009. The records obtained from the Large Animal Internal Medicine Service and the Animal Pathology Service were reviewed to identify clinical and epidemiological data from cattle with neurological signs. Excluding rabies cases, we found 115 cases of cattle with neurological signs that had been necropsied. Non-suppurative meningoencephalitis was diagnosed in 28 animals of the 115 initially selected based on histopathological examination of brain tissues. Of these 28 animals, 15 (54%) were positive for BoHV-5 DNA by polymerase chain reaction (PCR) of formalin-fixed paraffin-embedded (FFPE) brain samples. PCR target was 159-bp fragment from the BoHV-5 glycoprotein C gene. The oldest case identified in the present study was from 1988. PCR was a good tool for the diagnosis of BoHV-5 DNA extracted from FFPE tissues, allowing retrospective studies of samples stored for more than 20 years.(AU)
A meningoencefalite por herpesvírus bovino-5 (BoHV-5) é uma doença neurológica importante no rebanho bovino brasileiro. Este estudo tem por objetivo verificar a presença do DNA de BoHV-5 em bovinos diagnosticados com meningoencefalite na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Estadual Paulista, entre os anos de 1980 e 2009. Foram revisados os arquivos do Serviço de Clínica de Grandes Animais e da Patologia Animal em busca dos dados clínicos e epidemiológicos de bovinos com sinais neurológicos. Excluídos os casos de raiva, foram encontrados 115 casos de bovinos com sinais neurológicos, que foram necropsiados. O exame histopatológico realizado nos tecidos encefálicos desses animais constatou lesões de meningoencefalite não supurativa em 28 animais. Destes, em 15 (54%) casos foi identificada a presença do DNA de BoHV-5 por meio de PCR realizada em amostras de tecido encefálico fixadas em formalina e incluídas em parafina (FFPE). O alvo da PCR foi um fragmento de 159 pb do gene da glicoproteína C do BoHV-5. O caso mais antigo identificado neste estudo foi de 1988. A PCR apresentou-se como boa ferramenta para o diagnóstico do DNA de BoHV-5 extraído de tecidos FFPE, possibilitando estudos retrospectivos e diagnóstico de amostras com mais de 20 anos de armazenamento.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1