Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Experiências de cuidado às pessoas atingidas pela hanseníase: contribuições da hermenêutica filosófica / Experiences of care for people affected by Hansen's disease: contributions of philosophical hermeneutics

Rio de Janeiro; s.n; dez. 2016. 129 f p. ilus, graf, mapas.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-836771
Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Enfermagem Anna Nery para obtenção do grau de Doutor. Orientador: Paz, Elisabete Pimenta Araújo.
O presente estudo que abordou a vivência de pessoas com hanseníase e a experiência dos enfermeiros que prestam assistência no Programa de Controle da Hanseníase foi desenvolvido em serviços de saúde primários e secundários do Município do Rio de Janeiro. Teve como objetivos compreender os sentidos da vivência dos usuários que receberam diagnóstico de hanseníase no que se refere ao cuidado empreendido durante e após o tratamento; analisar a experiência de enfermeiros dos serviços de saúde primários e especializados no cuidado às pessoas com hanseníase; e discutir como o sentido dessas vivências e experiências se expressam na dinâmica de Atenção à Saúde em Hanseníase. Utilizou-se a hermenêutica filosófica de Gadamer para interpretação analítica dos significados para usuários e enfermeiros. Os resultados foram organizados em quatro categorias para os usuários: 1-a doença e o tratamento tornam a vida tumultuada e dolorosa; 2- a rotatividade de profissionais para o atendimento à pessoa com hanseníase é fator de preocupação que gera insegurança quanto à evolução da doença e ao tratamento; 3- para se protegerem do preconceito as pessoas com hanseníase adotam atitudes que visam reduzir tensões nas relações sociais; 4- o usuário cria vínculo com o enfermeiro e o considera uma referência no tratamento da hanseníase. Em relação aos enfermeiros, foram organizadas três categorias: 1- o atendimento da pessoa com hanseníase perdeu em qualidade; 2- os enfermeiros reconhecem o estigma como um problema importante que compromete o tratamento e a cura; 3- A atenção à família das pessoas com hanseníase fortalece o apoio social que elas necessitam. Concluiu-se que a produção de um cuidado não direcionado apenas à doença, mas também para a pessoa acometida por ela, se fará quando houver o estabelecimento de um diálogo produtivo entre os gestores, trabalhadores da saúde e usuários nos serviços de saúde. A fusão de horizontes entre as partes, que convivem no espaço assistencial, é fundamental para alcance dos objetivos assistenciais.(AU)
Biblioteca responsável: BR442.1
Localização: BR442.1; D376 EEAN