Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Economic evaluation of human albumin use in patients with nephrotic syndrome in four Brazilian public hospitals: pharmacoeconomic study / Avaliação econômica do uso de albumina humana em pacientes com síndrome nefrótica em quatro hospitais públicos brasileiros: estudo de farmacoeconomia

Sao Paulo Med J; 135(2): 92-99, Mar.-Apr. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-846298

Resumo

ABSTRACT CONTEXT AND OBJECTIVE: In 2004, the Brazilian National Health Surveillance Agency (Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA) published a resolution establishing guidelines for albumin use. Although the published data do not indicate any definitive conclusions about the benefits of albumin use in patients with nephrotic syndrome (NS), the guidelines recommend this procedure only in cases of edema that is refractory to use of diuretics. The aim here was to analyze albumin use among patients with nephrotic syndrome. DESIGN AND SETTING: Pharmacoeconomic study conducted in four large public referral hospitals for nephrology services in northeastern Brazil. METHOD: Cost-effectiveness and cost-utility economic evaluations were performed on a concurrent cohort of patients with nephrotic syndrome, who were divided into two groups according to compliance or noncompliance with the guidelines. Quality-of-life data were obtained from the SF36 and CHQ-PF50 questionnaires. RESULTS: This study enrolled 109 patients (60% adults and 56% women); 41.3% were using albumin in accordance with the guidelines. The weight, diuresis and fluid balance parameters were more cost-effective for patients who adhered to the guidelines. Regarding days of hospitalization avoided, the incremental ratio showed a daily cost of R$ 55.33, and guideline-compliant patients were hospitalized for five days or fewer. The quality of life improved by 8%, and savings of R$ 3,458.13/QALY (quality-adjusted life year) for the healthcare system were generated through guideline compliance. CONCLUSION: The economic analyses of this study demonstrated that there were greater cost benefits for patients whose treatment followed the guidelines.
RESUMO CONTEXTO E OBJETIVO: Em 2004, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) publicou uma resolução que estabelece diretrizes para o uso de albumina. Embora os dados publicados não indiquem conclusões definitivas sobre os benefícios do uso de albumina em pacientes com síndrome nefrótica (SN), a diretriz recomenda o procedimento apenas em casos de edema refratário ao uso de diuréticos. O objetivo aqui foi analisar o uso de albumina em pacientes com síndrome nefrótica. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo farmacoeconômico realizado em quatro grandes hospitais públicos de referência em serviços de nefrologia no nordeste do Brasil. MÉTODO: Foram realizadas avaliações econômicas do tipo custo-efetividade e custo-utilidade em uma coorte concorrente de pacientes com síndrome nefrótica, divididos em dois grupos de acordo com o cumprimento ou descumprimento das diretrizes. Dados de qualidade de vida foram obtidos a partir dos questionários SF36 e CHQ-PF50. RESULTADOS: Este estudo incluiu 109 pacientes (60% adultos e 56% mulheres); 41,3% estavam usando albumina conforme as diretrizes. Os parâmetros de peso, diurese e balanço hídrico foram mais custo-efetivos para pacientes que aderiram às diretrizes. Quanto a dias de internação evitados, a razão incremental mostrou um custo diário de R$ 55,33, sendo que os pacientes que seguiram as diretrizes ficaram cinco dias a menos internados. A qualidade de vida melhorou 8%, gerando economia de R$ 3,458.13/QALY (quality-adjusted life year) para o sistema de saúde por meio do cumprimento das diretrizes. CONCLUSÃO: As análises econômicas deste estudo demonstraram maiores benefícios em termos de custo para os pacientes cujo tratamento seguiu as diretrizes.
Biblioteca responsável: BR1.1