Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Economic evaluation of human albumin use in patients with nephrotic syndrome in four Brazilian public hospitals: pharmacoeconomic study / Avaliação econômica do uso de albumina humana em pacientes com síndrome nefrótica em quatro hospitais públicos brasileiros: estudo de farmacoeconomia

Sao Paulo Med J; 135(2): 92-99, Mar.-Apr. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-846298

RESUMO CONTEXTO E OBJETIVO:

Em 2004, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) publicou uma resolução que estabelece diretrizes para o uso de albumina. Embora os dados publicados não indiquem conclusões definitivas sobre os benefícios do uso de albumina em pacientes com síndrome nefrótica (SN), a diretriz recomenda o procedimento apenas em casos de edema refratário ao uso de diuréticos. O objetivo aqui foi analisar o uso de albumina em pacientes com síndrome nefrótica.TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo farmacoeconômico realizado em quatro grandes hospitais públicos de referência em serviços de nefrologia no nordeste do Brasil.

MÉTODO:

Foram realizadas avaliações econômicas do tipo custo-efetividade e custo-utilidade em uma coorte concorrente de pacientes com síndrome nefrótica, divididos em dois grupos de acordo com o cumprimento ou descumprimento das diretrizes. Dados de qualidade de vida foram obtidos a partir dos questionários SF36 e CHQ-PF50.

RESULTADOS:

Este estudo incluiu 109 pacientes (60% adultos e 56% mulheres); 41,3% estavam usando albumina conforme as diretrizes. Os parâmetros de peso, diurese e balanço hídrico foram mais custo-efetivos para pacientes que aderiram às diretrizes. Quanto a dias de internação evitados, a razão incremental mostrou um custo diário de R$ 55,33, sendo que os pacientes que seguiram as diretrizes ficaram cinco dias a menos internados. A qualidade de vida melhorou 8%, gerando economia de R$ 3,458.13/QALY (quality-adjusted life year) para o sistema de saúde por meio do cumprimento das diretrizes.

CONCLUSÃO:

As análises econômicas deste estudo demonstraram maiores benefícios em termos de custo para os pacientes cujo tratamento seguiu as diretrizes.
Biblioteca responsável: BR1.1