Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

O uso da rivaroxabana como monoterapia no tratamento do tromboembolismo venoso baseado em evidências / The use of rivaroxaban as single drug in the treatment of venous thromboembolism based on evidence

ACM arq. catarin. med; 46(2): 124-132, abr. - jun. 2017.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-847482

Resumo

O tromboembolismo venoso, que compreende a trombose venosa profunda e a embolia pulmonar, tem início com a formação de trombos no sistema venoso profundo, principalmente dos membros inferiores. Essa doença é uma importante causa de morbimortalidade na população, sendo seu tratamento precoce e adequado fundamental para evitar maiores consequências. Tradicionalmente, utiliza-se na sua terapêutica fármacos anticoagulantes, tais como as heparinas e os antagonistas de vitamina K. Nos últimos anos, novos anticoagulantes vêm sendo estudados com o objetivo de superar algumas limitações dessa terapia convencional. Esses novos anticoagulantes orais, tal como a rivaroxabana, inibem uma única enzima da cascata de coagulação, possuem ação, metabolização e eliminação estáveis, com poucas interações medicamentosas e alimentares e menos variações individuais, com isso podem ser administrados em doses fixas e sem a necessidade de monitorização laboratorial, fornecendo uma opção mais cômoda e com facilidade posológica. Sua eficácia, avaliada através de grandes estudos controlados, é semelhante ao esquema convencional, com a vantagem de possuir menor incidência de sangramento. Contudo, esses medicamentos ainda não possuem antídotos específicos em caso de sangramentos mais graves durante seu uso. Mais estudos a longo prazo são necessários para verificar seus efeitos e sua real aplicabilidade. O objetivo desse artigo foi realizar uma revisão dos novos anticoagulantes orais, com ênfase na rivaroxabana, baseada nos estudos mais recentes sobre o assunto. Algumas bases de dados foram consultadas em busca de artigos nacionais e internacionais, além da melhor evidência científica possível.
The venous thromboembolism, which includes deep vein thrombosis and pulmonary embolism, begins with the development of thrombus in the deep venous system, mainly at the legs. This disease is a major cause of morbidity and mortality in the population and an early and correct treatment is crucial to avoid its complications. Traditionally, anticoagulants are used to treat this condition, such as heparins and vitamin K antagonists. In the last few years, new oral anticoagulants have been studied to overcome the limitations of this conventional therapy. The new anticoagulants, such as rivaroxaban, inhibit one enzyme in the coagulation cascade. They have stable action, metabolization and elimination, with few interactions with other medications or foods and less variation between patients. Therefore, these anticoagulants can be used at fixed-dose regimen, without the need for laboratorial monitoring, providing an easier option in the treatment of the venous thromboembolism. These drugs are as effective as the conventional therapy, with the advantage of having lower incidence of haemorrhagic events, according to large clinical trials. However, there is not a specific antidote if a major bleeding happens. More researches are needed to verify your effects and real applicability. The goal of this paper was to make a review about the new anticoagulants, mainly rivaroxaban, based in the recent studies about this subject. National and international papers and the best cientific evidence have been searched in some data bases.
Biblioteca responsável: BRI966