Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Estudio retrospectivo: tendencia diagnóstica y perfil epidemiológico en la consulta otoneurológica en pacientes pediátricos, Hospital Británico de Buenos Aires, 2013-2016 / Retrospective study: Diagnostic trend and epidemiological profile in neurootological consultations in pediatric patients, Hospital Británico de Buenos Aires, 2013-2016 / Estudo retrospectivo: tendência diagnóstica e perfil epidemiológico na consulta otoneurológica em pacientes pediátricos, Hospital Britânico de Buenos Aires, 2013-2016

Med. U.P.B; 36(2): 109-114, jul.-dic. 2017.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-847523

OBJETIVO:

os transtornos do equilíbrio na idade pediátrica mostram um desafio diagnóstico e terapêutico para os pediatras e otorrinolaringologistas, dada a dificuldade para a descrição de sintomas. Na América Latina são poucos os estudos sobre o perfil epidemiológico dos pacientes pediátricos valorados por transtornos do equilíbrio. O presente trabalho pretende descrever as tendências na apresentação de patologia vestibular nos pacientes pediátricos valorados nos últimos três anos no Hospital Britânico de Buenos Aires.

METODOLOGIA:

estudo observacional, descritivo, retrospectivo. Se revisaram as histórias clínicas de menores de 16 anos, quem consultam por transtornos do equilíbrio no período 2013-2016.

RESULTADOS:

o estudo mostrou uma média etária de 9.07 anos e se observa maior número de consultas por pacientes do sexo feminino. Os principais sintomas de consulta foram tontura e enjoo em mulheres e enjoo nos homens. O principal diagnóstico em ambos sexos foi a enxaqueca vestibular. Tanto nos homens quanto nas mulheres que tiveram por sintoma de consulta tontura, os diagnósticos finais foram tontura posicional paroxístico da infância e enxaqueca vestibular.

CONCLUSÕES:

na população estudada o sintoma que gerou mais consultas foi tontura. As consultas foram em maior número de meninas com uma idade média de 9.07 anos para toda a população estudada. O diagnóstico mais frequente tanto em meninas quanto em meninos foi enxaqueca vestibular.
Biblioteca responsável: CO101