Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Endotoxinas nas infecções endodônticas: revisão sistemática com metanálise e ensaio clínico randomizado / Endotoxins in endodontic infection: a systematic review with metaanalysis and a clinical trial

São José dos Campos; s.n; 2016. 79 p. 79, ilus, tab., graf..
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-848862
Apresentada a Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Ciência e Tecnologia para obtenção do grau de Mestre. Orientador: Martinho, Frederico Canato.
Sabe-se que as endotoxinas provenientes das bactérias grã-negativas desempenham um importante papel nas infecções endodônticas se relacionando à sinais e sintomas clínicos/radiográficos. Sendo assim, a redução ou eliminação de endotoxinas é fundamental para a resolução da inflamação periapical. Os objetivos do presente estudo foram: Artigo 1 - realizar uma revisão sistemática com metanálise com o intuito de avaliar a relação entre níveis de endotoxinas e a presença de sinais e sintomas clínicos, bem como de sinais radiográficos em pacientes com infecção endodôntica primária; Artigo 2 - fazer um ensaio clínico randomizado para avaliarmos estratégias clínicas para otimizar a eliminação microbianana e de lipopolissacarídeos (LPS) utilizando a Terapia Fotodinâmica (PDT) como tratamento suplementar ao PQM nas modalidades de terapia endodôntica em única e múltiplas sessões.

MÉTODOS:

Artigo 1 - para a revisão sistemática uma busca eletrônica foi realizada por dois autores, no idioma inglês, nas bases de dados Medline/PubMed, Embase, Cochrane Library, Scielo, Science Direct, Web of Knowledge e Scopus. Após seleção dos artigos foi realizado uma metanálise com análises de sinais e sintomas clínicos/radiográficos. Artigo 2 - Selecionou-se 24 casos de dentes com infecção endodôntica primária que foram aleatoriamente divididos em 2 grupos (n=12): SU - sessão única e SM ­ sessão múltipla. Foram realizadas coletas microbiológica e de endotoxinas dos canais radiculares utilizando cone de papel estéril/ apirogênico em diferentes momentos operatórios. Foi realizado cultura microbiana para determinar a carga bacteriana em UFC/mL (Unidades Formadoras de Colônias/mL) e para quantificação de endotoxinas foi realizado o teste KQCL de "Lisado de Amebócito Limulus" (LAL).

RESULTADOS:

Artigo 1 - A metanálise revelou que individuos com dor à percussão (TTP) (P=0,04; I2 57%) e episódio de dor prévio (PEP) (P=0,001; I2 81%) apresentaram maior nível de endotoxina que os casos que não apresentaram nenhum destes sintomas. O tamanho da área radiolucente (SRL) > 2 mm (P=0,02; I2 68%) e presença de exudação (EX) (P=0,0007; I2 0%) estavam associados com maior nível de endotoxinas. Artigo 2 - Para carga microbiana, a suplementação do tratamento em sessão única com PDT reduziu significativamente os níveis bacterianos (p<0,05), mas não nos casos de duas sessões (p>0,05). Para os níveis de endotoxinas, na sessão única e de duas sessões, não houve diferença significativa após uso de PDT (p>0,05). Foi possível concluir que Artigo 1 ­ A metanálise mostrou forte evidência que endotoxina está relacionada com a presence de sinais e sintomas clínicos/radiográficos em pacientes com infecção endodôntica. Artigo 2 - A terapia fotodinâmica melhorou o desempenho da desinfecção bacteriana dos canais radiculares em uma visita, mas não para a modadilidade de 2 visitas após uso de medicação à base de Ca(OH)2. PDT não foi efetivo contra endotoxinas(AU)
Biblioteca responsável: BR243.1
Localização: BR243.1. 2180, R112e; D24