Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Meduloblastoma: de la clasificación histológica a la molecular / Medulloblastoma: from histological to molecular classification / Meduloblastoma: da classificação histológica à molecular

Med. U.P.B; 37(1): 47-54, ene. 2018.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-878939
O meduloblastoma é um tumor frequente na população pediátrica, mas é raro em pacientes adultos. É a segunda causa de morte por câncer em menores de 15 anos. A descoberta de uma lesão tumoral no cerebelo média ou paramedia que capta o médio de contraste e que com frequência comprime o quarto ventrículo sugere a presença deste tumor. Através do uso de estudos de expressão gênica e marcadores moleculares se há gerado uma nova aproximação à classificação do meduloblastoma. Assim, se veio entender o conceito de meduloblastoma não como uma patologia se não como um grupo de patologias diferente clínica e molecularmente. A ressonância magnética nuclear espinal e a punção lombar devem ser realizadas em todos os pacientes como parte da avaliação da extensão da doença, devido a que as leptomeninges espinais são um lugar frequente de disseminação. O tratamento implica idealmente a interação de um grupo interdisciplinar que possa oferecer ao paciente: cirurgia, radioterapia e quimioterapia. O prognóstico depende de variáveis como idade (menor de três anos), disseminação da doença, resíduo tumoral pós-cirúrgico, variante histológica de células grandes/anaplásico, e pertencer ao grupo 3 (grupo de amplificação do MYC).
Biblioteca responsável: CO101