Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Avaliação do biotipo periodontal em áreas acometidas por recessão gengival em acadêmicos de odontologia / Evaluation of the periodontal biotype in gingival recession affected areas on academics of dentistry graduation

Periodontia; 28(1): 19-27, 2018. tab, ilus, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-882663
A determinação do biotipo periodontal é fundamental para estabelecer prognóstico em tratamentos restauradores, ortodônticos e periodontais. Também pode auxiliar na prevenção da ocorrência de recessão gengival.

OBJETIVO:

O objetivo deste trabalho foi determinar o biotipo periodontal em áreas acometidas por recessão gengival em acadêmicos de Odontologia.

MATERIAL E MÉTODOS:

Foram avaliados os dentes superiores 11, 13, 14 e 16 de acadêmicos do curso de Odontologia.Foram observados os parâmetros: profundidade de sondagem; largura da faixa de gengiva queratinizada; formato das papilas; formato do dente 11 (triangular ou quadrado); espessura da gengiva marginal, dada pela translucidez da sonda periodontal através da gengiva marginal livre; e a espessura do periodonto de sustentação avaliada por palpação. As recessões gengivais encontradas foram mensuradas e classificadas de acordo com Miller. Os dados numéricos foram anotados em formulário próprio, analisados em porcentagem e estatisticamente.

RESULTADOS:

Como resultado obteve-se uma prevalência do biotipo periodontal fino-festonado em 48,48% dos acadêmicos, biotipo periodontal espesso-festonado em 33,33% e biotipo periodontal plano-espesso em 18,18%. O biotipo periodontal fino-festonado apresentou estatisticamente significante mais recessões (60,60%) do que os biótipos espesso-festonado (33,33%) eplano-espesso (6,06%). Quando analisados os indivíduos que utilizaram aparelho ortodôntico, o tipo plano-espesso apresentou proporcionalmente menos recessão do que os outros grupos.

CONCLUSÃO:

A recessão gengival foi mais frequente em indivíduos com biotipo periodontal fino e o biotipo plano espesso exibiu menos recessões quando submetido a tratamento ortodôntico (AU)
Biblioteca responsável: BR243.1