Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Visão geral com meta-análise de revis~es sistemáticas sobre o valor diagnóstico e prognóstico da angiotomografia de coronárias na emergência / Overview with meta-analysis of systematic reviews of the diagnostic and prognostic value of coronary computed tomography angiography in the emergency department

Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.); 31(1): f:33-l:46, jan.-mar. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-883684
Fundamento: A alta prevalência de DAC, bem como seu impacto sobre as despesas de saúde e as várias opções de tratamento para reduzir a morbidade e mortalidade relacionados a DAC, vem desenvolver uma ferramenta de diagnóstico precisa e com resultados importantes no departamento de emergência.

OBJETIVO:

Fornecer visão geral com meta-análise para compilar evidência a partir de múltiplas revisões sistemáticas (RS) sobre o valor diagnóstico e prognóstico da angiotomografia computadorizada de artérias coronárias (ATCC) na avaliação da dor torácica aguda no setor de emergência (SE).

MÉTODOS:

Incluímos RS de estudos primários avaliando o valor diagnóstico e prognóstico da ATCC ≥ 64 canais no SE. Os estudos foram conduzidos em pacientes de risco baixo e intermediário para doença arterial coronariana (DAC). Realizou-se avaliação qualitativa usando PRISMA, e aquelas que pontuaram ≥ 80% foram aprovadas. Dois autores extraíram dados independentemente usando um formulário padrão. Os testes de correlação de Spearman, do qui-quadrado, Q de Cochran ou a estatística I 2 de Higgins e Thompson foram usados, assim como o pacote estatístico "mada" (R Core Team, 2015) para meta-análise. Adotou-se o nível de significância de 95%.

RESULTADOS:

Quatro RS foram elegíveis para inclusão neste estudo, resultando em 13 artigos após aplicação dos critérios de exclusão, sendo apenas 10 usados para a meta-análise, num total de 4831 pacientes (idade média, 54 ± 6 anos; 51% homens), dos quais 46% tinham hipertensão, 32% dislipidemia, 13% diabetes e 26% história familiar de DAC prematura. Na meta-análise, 9 estudos definiram ATCC positiva na presença de lesões luminais ≥ 50%, enquanto 1 estudo definiu ATCC positiva na presença de lesões luminais ≥ 70%. A sensibilidade variou de 77% a 98%, e a especificidade, de 73% a 100%. A análise univariada mostrou homogeneidade do odds ratio diagnóstico (DOR) [Q = 8,5 (df = 9), p = 0,48 and I 2 = 0%]. A estimativa sumária da DOR para ATCC nas análises primárias foi de 4,33 (IC95%: 3,47 ­ 5,18). A área sob a curva foi 0,982 (IC95%: 0,967 ­ 0,999). Houve 29 (0.6%) infartos, 92 (1,9%) revascularizações, 312 (6,4%) angiografias coronarianas invasivas e nenhuma morte. Síndrome coronariana aguda foi diagnosticada em 7,3% dos 1655 pacientes incluídos na meta-análise.

CONCLUSÕES:

O uso de ATCC como ferramenta para estratificação de pacientes de risco cardiovascular baixo e intermediário, que procuraram o SE com dor torácica, tem alta acurácia e segurança, reduz a permanência no hospital e provavelmente os custos, produzindo diagnóstico precoce e uma tomada de decisão mais efetiva
Biblioteca responsável: BR44.1