Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Crioterapia em modelo de compressão do nervo isquiático: análise funcional e morfológica / Cryotherapy in sciatic nerve compression model: functional and morphological analysis / Crioterapia en modelo de compresión del nervio ciático: análisis funcional y morfológico

Rev. bras. med. esporte; 24(1): 54-59, Jan.-Feb. 2018. graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-899028

RESUMO INTRODUÇÃO:

A crioterapia é uma modalidade terapêutica que visa reduzir processos álgicos e inflamatórios, sendo que a imersão é considerada a forma mais eficaz; no entanto, a literatura apresenta possíveis efeitos deletérios com relação à aplicação da crioterapia em nervos superficiais.

OBJETIVO:

Avaliar o efeito da crioterapia em modelo experimental de compressão do nervo isquiático em ratos Wistar, por meio de análise funcional e morfológica.

MÉTODOS:

Foram utilizados 42 ratos, sendo seis animais por grupo: G1 - controle, submetido à eutanásia no 15º dia de pós-operatório (PO); G2, G3 e G4 - submetidos à compressão do nervo isquiático, submetidos à eutanásia no 3º, 8º e 15º dias de PO, respectivamente; G5, G6 e G7 - submetidos à compressão do nervo isquiático e tratados com crioterapia, submetidos à eutanásia no 3º, 8º e 15º dias de PO, respectivamente. As avaliações do índice funcional do isquiático (IFC) e do teste de incapacidade funcional aconteceram nos momentos pré-lesão, no 2º de PO e no dia da eutanásia em cada grupo com lesão. Após o período de intervenção, os animais foram devidamente anestesiados e o nervo isquiático distal ao procedimento de compressão foi dissecado e coletado para análise morfológica. A análise estatística foi realizada pelo teste de ANOVA mista, com nível de significância de 5%.

RESULTADOS:

Houve diminuição do IFC após a lesão e o teste de incapacidade funcional mostrou aumento do tempo de elevação da pata. Com relação à análise morfológica, o G1 apresentou fibras nervosas com aspecto normal e nos grupos com lesão houve degeneração nervosa, sendo que o G6 teve uma discreta recuperação das fibras nervosas, além de leve regeneração no G4 e G7.

CONCLUSÃO:

A crioterapia não foi eficaz para recuperar os parâmetros funcionais analisados, entretanto, houve discreta melhora dos aspectos morfológicos do grupo submetido à eutanásia no 8º dia de PO. Nível de Evidência II; Estudos terapêuticos - Investigação dos resultados do tratamento.
Biblioteca responsável: BR14.1