Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Analysis of the muscle tissue of Wistar rats submitted to the sciatic nerve compression model and cryotherapy / Análise do tecido muscular de ratos Wistar submetidos ao modelo de compressão do nervo isquiático e à crioterapia

Einstein (Säo Paulo); 16(3): eAO4206, 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-953187

RESUMO OBJETIVO:

Avaliar os efeitos da compressão nervosa do isquiático direito e da crioterapia no tecido muscular.

MÉTODOS:

Foram utilizados 42 ratos Wistar machos, subdivididos nos Grupos Controle, Lesão 3, Lesão 8 e Lesão 15, submetidos a compressão nervosa e eutanasiados, respectivamente, no 3°, 8° e 15° dias pós-operatório; Lesão Crioterapia 3, tratado com crioterapia, por imersão durante 20 minutos, por 1 dia, e eutanasiados no 3° dia pós-operatório; e Lesão Crioterapia 8 e Lesão Crioterapia 15, tratados durante 6 dias e eutanasiados no 8° e 15° dias pós-operatório. A avaliação funcional foi realizada pela força de preensão do membro pélvico direito. Os músculos tibiais anteriores direitos foram avaliados quanto a massa, menor diâmetro e área de secção transversa. Em Lesão Crioterapia 8 e Lesão Crioterapia 15, foi dosada a hidroxiprolina nos sóleos direitos.

RESULTADOS:

Na preensão, houve diferença significativa nos Grupos Lesão quando comparados ao Grupo Controle (p<0,05). No menor diâmetro, o Grupo Controle foi maior que Lesão 8 (p=0,0094), Lesão 15 (p = 0,002) e Lesão Crioterapia 15 (p<0,001). Na comparação entre os grupos com eutanásia no mesmo pós-operatório, houve diferença significativa (p=0,0363) no 8° pós-operatório, sendo Lesão Crioterapia maior que Lesão. Na área das fibras, o Grupo Controle também foi maior que Lesão 8 (p=0,0018), Lesão 15 (p<0,001) e Lesão Crioterapia 15 (p<0,001). Na hidroxiprolina, não houve diferença significativa entre os grupos.

CONCLUSÃO:

A lesão nervosa resultou na diminuição da força e em trofismo muscular, e a crioterapia retardou a hipotrofia, porém este efeito não se manteve após o tratamento cessar.
Biblioteca responsável: BR1.1