Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Impact of resilience on the improvement of depressive symptoms after cognitive therapies for depression in a sample of young adults / Impacto da resiliência na melhora dos sintomas depressivos após terapias cognitivas para depressão em uma amostra de adultos jovens

Trends psychiatry psychother. (Impr.); 40(3): 226-231, July-Sept. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-963105
Resumo Introdução Poucos estudos têm avaliado medidas positivas de resposta terapêutica. Assim, o objetivo deste estudo foi verificar os efeitos da resiliência na severidade dos sintomas depressivos e ansiosos após psicoterapia cognitiva breve para depressão. Métodos Trata-se de um estudo de intervenção clínica aninhado a um ensaio clínico com dois diferentes modelos de terapia cognitiva. A Resilience Scale foi aplicada no baseline, enquanto que a Hamilton Anxiety Rating Scale e a Hamilton Depression Rating Scale foram utilizadas no baseline, após a intervenção e no acompanhamento de seis meses. Resultados Sessenta e um pacientes foram avaliados no baseline, no pós-intervenção e no acompanhamento de seis meses. Os escores de resiliência foram significativamente diferentes entre as avaliações de baseline e pós-intervenção (p<0,001), bem como no baseline vs. acompanhamento de seis meses (p<0,001). Observamos uma correlação negativa fraca entre os escores de resiliência no baseline e os escores de sintomas depressivos no pós-intervenção (r=-0,295; p=0,015) e em seis meses de acompanhamento (r=-0,354; p=0,005). Além disso, observamos uma correlação negativa fraca entre os escores de resiliência e sintomas ansiosos no pós-intervenção (r=-0,292; p=0,016). Conclusão Indivíduos com maiores escores de resiliência na avaliação pré-tratamento apresentaram uma menor severidade de sintomas no pós-intervenção e no acompanhamento de seis meses.
Biblioteca responsável: BR1.1