Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Avaliação do comprometimento funcional na esquizofrenia / Functioning disability assessment in schizophrenia

Rev. psiquiatr. clín. (São Paulo); 34(supl.2): 164-168, 2007.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-467571

CONTEXTO:

A necessidade de avaliar o comprometimento de aspectos funcionais em transtornos psiquiátricos tem assumido crescente importância, particularmente no que se refere ao estudo da esquizofrenia. O funcionamento social deficiente é considerado na atualidade um importante sintoma da esquizofrenia. Vários instrumentos de mensuração para o acompanhamento da reabilitação desses pacientes foram desenvolvidos até o momento.

OBJETIVO:

Este artigo discute a avaliação do comprometimento do funcionamento social na esquizofrenia.

MÉTODO:

Resultados de recentes revisões da literatura são resumidos e discutidos.

RESULTADOS:

Vários estudos têm abordado a importância da análise da performance social e pessoal na esquizofrenia. Essa avaliação tem se mostrado uma medida de desfecho confiável em estudos clínicos e programas de reabilitação.

CONCLUSÃO:

O DSM-III apresentou uma proposta inovadora com a divisão diagnóstica multiaxial, onde foi incluído o eixo V com o objetivo de avaliar o funcionamento global de pacientes com transtorno mental. Atualmente, encontramos esse eixo atualizado no DSM IV com a proposta do uso de escalas mais precisas para a prática clínica. A escala de Performance Social e Pessoal (PSP) desenvolvida por Morosini et al. (2000) é considerada útil e prática e tem servido como instrumento de mensuração no processo de reabilitação e os resultados das intervenções farmacológicas de pacientes com esquizofrenia.
Biblioteca responsável: BR66.1