Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Estimativas do consumo de sódio no Brasil, revisão dos benefícios relacionados à limitação do consumo deste nutriente na Síndrome Metabólica e avaliação de impacto de intervenção no local de trabalho / Estimates of sodium consumption in Brazil, review of benefits related to limiting the consumption of this nutrient in the Metabolic Syndrome and assessment of impact of intervention at the workplace

São Paulo; s.n; 2010. 135 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-575210
Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Doutor. Orientador: Monteiro, Carlos Augusto.
O consumo excessivo de sódio tem se associado com vários efeitos prejudiciais à saúde, como aumento da pressão arterial (PA) e doença cardiovascular.

OBJETIVOS:

Os objetivos da tese foram avaliar a disponibilidade de sódio no Brasil, analisar os efeitos de dietas com teores reduzidos de sódio em indivíduos com Síndrome Metabólica (SM) ou resistência à insulina (RI) e avaliar o impacto de uma intervenção que promoveu a redução da adição de sal aos alimentos.

SUJEITOS E MÉTODOS:

A tese está composta de três artigos. O primeiro deles avaliou as aquisições de alimentos e bebidas realizadas pelos domicílios na Pesquisa de Orçamento Familiar de 2002/2003 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O segundo artigo revisou a literatura de forma sistemática acerca dos ensaios clínicos realizados em adultos entre anos de 2004 e 2008. E o último artigo avaliou o impacto de uma intervenção, baseada no modelo ecológico de promoção de saúde, na redução da adição de sal nos alimentos consumidos por trabalhadores de empresas da cidade de São Paulo.

RESULTADOS:

A quantidade diária de sódio disponível para consumo nos domicílios brasileiros foi de 4,7 g per capita e para uma ingestão diária de 2.000 kcal. A maior parte do sódio disponível para consumo proveio do sal de cozinha e de condimentos à base desse sal (76,2 por cento). A fração proveniente de alimentos processados com adição de sal representou 9,7por cento do total de sódio no quinto inferior da distribuição da renda per capita e 25,0 por cento no quinto superior. A restrição no consumo de sódio associou-se ao aumento da RI em dois artigos e à diminuição em três outros. Em sete dos nove artigos, uma dieta com teor reduzido de sódio determinou redução da PA e em dois artigos ocorreram efeitos adversos em marcadores da SM...
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1. 52393/2010, 5; 612.14 / BR67.1. 52394/2010. CM, 999; DR