Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Reeducação Postural Global: uma revisão da literatura / Global Postural Re-education: a literature review

Braz. j. phys. ther. (Impr.); 15(3): 185-189, maio-jun. 2011. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-596253
CONTEXTUALIZAÇÃO: O método de Reeducação Postural Global (RPG) tem sido utilizado na clínica com relatos de benefícios para a prevenção e recuperação de disfunções musculoesqueléticas. Após duas décadas de aplicação, estudos têm verificado sua eficácia no tratamento de diferentes condições clínicas e ele tem sido comparado com outros recursos fisioterapêuticos. Entretanto, são poucos os estudos voltados à comprovação dos princípios defendidos pelo autor do método, o que torna frágeis as argumentações em favor dele.

OBJETIVO:

Realizar, com base na literatura científica, uma análise crítica dos efeitos da intervenção fisioterapêutica utilizando o método RPG.

MÉTODOS:

Pesquisaram-se as bases de dados Medline, SciELO, LILACS e PeDRO, de 2000 a 2010, considerando os unitermos: RPG, alongamento global e alongamento ativo.

RESULTADOS:

Foram encontrados 25 estudos, sendo 13 relacionados ao método RPG e oito aos alongamentos global e ativo, além de três livros e uma tese. Após análise, 20 referências foram utilizadas.

CONCLUSÕES:

Parte dos estudos aponta que o método RPG é mais efetivo, enquanto outros mostram resultados similares a outros métodos de intervenção fisioterapêutica. Estudos indicam benefícios do método na melhora da força muscular respiratória, expansibilidade torácica, mobilidade toracoabdominal e da pressão respiratória máxima, além de reduzir a dor, a perda de urina em mulheres incontinentes, melhorar a flexibilidade, a atividade eletromiográfica nas disfunções temporomandibulares e a estabilidade postural em alterações ortopédicas de membros inferiores. Limitações metodológicas observadas sugerem a necessidade de maior rigor em futuras pesquisas.
Biblioteca responsável: BR1.1