Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Eu virei homem: a construção das masculinidades para adolescentes participantes de um projeto de promoção de saúde sexual e reprodutiva / I became a man: the construction of masculinities for adolescent participants of a project for the promotion of sexual and reproductive health

Saúde Soc; 25(1): 186-197, jan.-mar. 2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-776576

Resumo

Este estudo teve por objetivo discutir a construção sobre as masculinidades no discurso de adolescentes participantes de um projeto de promoção de saúde sexual e reprodutiva, realizado em uma escola pública em Recife (PE) com 24 adolescentes homens matriculados no 8° e 9° ano do ensino fundamental. Em uma abordagem qualitativa, os dados coletados por meio da gravação de áudio em equipamento digital e pela técnica da observação participante, com a utilização de registro em diário de campo, foram submetidos à análise de conteúdo temática. A análise dos dados resultou em três categorias temáticas. Na categoria "Percepções sobre o corpo masculino", observou-se que os adolescentes necessitavam de aspectos concretos e visíveis para assimilar a transformação do corpo, havendo dificuldade e resistência inicial para discutir sobre o próprio corpo. Na categoria "Gênero e masculinidades", observou-se a limitação dos adolescentes na compreensão das relações de gênero e na concepção sobre a sexualidade, fundamentando-se nas experiências divergentes para homens e mulheres, permeadas pelas construções culturais. Na categoria "Paternidade e masculinidades", os adolescentes apontaram que as concepções de paternidade têm se transformado, envolvendo diferentes modelos de paternidade. A partir do exposto, infere-se que as diferentes construções acerca das masculinidades estão relacionadas às experiência de vida dos adolescentes e que podem ter implicações significativas no modo de vivenciar a saúde sexual e reprodutiva, tornando relevante a desmistificação dessas construções, bem como a participação dos profissionais de saúde para contextualizar ações de promoção e educação em saúde.
This study aimed to discuss the construction of "masculinities" in the discourse of adolescents participating in a sexual and reproductive health promotion project, carried out in a public school in Recife (PE) with 24 male adolescents enrolled in the 8th and 9th years of the Middle School. Through a qualitative approach, data collected through audio recording on digital equipment and with the participant observation technique, with the use of a field journal, underwent thematic content analysis. Data analysis resulted in three thematic categories. In the category "Perceptions of the male body", we observed that adolescents needed concrete and visible aspects to assimilate the transformation of the body, with difficulty and initial resistance to discuss their own body. In the category "Gender and masculinities", the adolescents had a limitation in the understanding of gender relations and the conception of sexuality, basing themselves in different experiences for men and women, permeated by cultural constructions. In the category "Parenthood and masculinities", adolescents indicated that paternity conceptions have been transformed and involve different models of fatherhood. From this, it is inferred that the different constructions concerning masculinities are related to the life experiences of adolescents and can have significant implications in the way of experiencing sexual and reproductive health. It has become relevant the demystification of these constructions, as well as the participation of health professionals to contextualize the actions of health promotion and education.
Biblioteca responsável: BR67.1