Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

A elaboração imaginativa na origem da vida psíquica e suas implicações clínicas

Bozon de Campos, Marcia Regina; Pereira Fulgencio Junior, Leopoldo.
Revista de Psicanálise, Porto Alegre; 27(2): 313-331, agosto 2020.
Artículo en Portugués | Bivipsil | ID: psa-1464
Este artigo pretende identificar o surgimento e o desenvolvimento da
noção de elaboração imaginativa na obra de Winnicott, analisando o seu
significado e suas possíveis implicações clínicas. Complexa e pouco
explorada, a noção de elaboração imaginativa é uma das contribuições
específicas à psicanálise, feitas por D.W. Winnicott, que permite a
formulação de uma hipótese teórica sobre a inclusão do corpo como
um elemento fundamental na origem da vida psíquica. Considerando
o campo sensorial como ponto de partida para a atribuição de sentido
às sensações corporais nos primórdios da existência, a capacidade
de elaborar imaginativamente inaugura o processo de apreensão da
integração psicossomática, assim como a possibilidade de manter viva
e presente na vida adulta a conexão entre o campo da sensorialidade, o
campo afetivo e a vida de representação. Nesta perspectiva, a elaboração
imaginativa está na origem da possibilidade de criar, sonhar, fantasiar,
devanear, brincar e simbolizar, constituindo um elemento importante no
tratamento psicanalítico

Asunto(s)

Psicoanálisis

Descriptores locales

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre; SPPA; Elaboração; Corpo; Integração; Psicossomática; Winnicott.
Biblioteca responsable: UY113.1