Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

Colapso e misoginia: da mitologia à perversão via web

Marx e Silva, Maurício.
Revista de Psicanálise, Porto Alegre; 27(2): 377-404, agosto 2020.
Artículo en Portugués | Bivipsil | ID: psa-1467
O autor postula que o medo do colapso descrito por Winnicott seja um
fenômeno em alguma medida universal, uma decorrência do desamparo
inerente à imaturidade humana. Falhas no processo primordial, que
constituiriam o núcleo de um narcisismo saudável a partir do espelhamento
do duplo homossensual, levariam inevitavelmente a algum grau de
ambivalência contra o feminino, um núcleo misógino. Para desenvolver
este argumento, é feito um apanhado desde o mito chinês da deusa mãe
Nüwa, criadora da humanidade e salvadora do colapso cósmico, passando
pelas perseguições contra o poder da mulher na Idade Média sob o pretexto
de bruxaria e chegando às manifestações modernas da misoginia entre
homens e mulheres. Vinhetas construídas com base em situações reais são
apresentadas para ilustrar a relação postulada do colapso com a misoginia

Asunto(s)

Psicoanálisis

Descriptores locales

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre; SPPA; Colapso; Misoginia; Mitologia; Desamparo; Perversão.
Biblioteca responsable: UY113.1