Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

Winnicott e a tradição ferencziana da elasticidade técnica

Moura, Luiza.
Revista de Psicanálise, Porto Alegre; 27(2): 453-478, agosto 2020.
Artículo en Portugués | Bivipsil | ID: psa-1470
As contribuições teóricas de Winnicott, assim como as de seu antecessor
Ferenczi, nasceram da prática e se desenvolveram unicamente em
nome de seu ofício como psicoterapeuta. Os dois autores, tendo grande
experiência em instituições, consideraram a importância do ambiente tanto
no amadurecimento como na sua interrupção, ou seja, no adoecimento.
As aproximações entre eles passaram pela retomada do valor do fator
traumatogênico na etiologia dos quadros graves. Winnicott e Ferenczi
valorizaram os cuidados efetivos dos adultos dirigidos à criança, além de
compartilharem o pensamento de que a incapacidade dos adultos em se
adaptar, e se tornar um cuidador, colocará a criança frente a exigências
para as quais ela está despreparada. Os dois autores se preocuparam
em expandir e adaptar a técnica para abarcar casos que poderiam ser
considerados não analisáveis. Em concordância com seus pensamentos
sobre a teoria do desenvolvimento e teoria do trauma, é natural que ambos
tenham incluído, em seus escritos técnicos, o valor da presença real do
analista, assim como novas contribuições para a compreensão e uso da
transferência e da contratransferência. As possíveis composições entre
conceitos de Winnicott e a tradição ferencziana da elasticidade técnica
reafirmam que a psicanálise pode e deve vir em auxílio de pacientes que
se situam nas fronteiras

Asunto(s)

Psicoanálisis

Descriptores locales

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre; SPPA; Trauma; Técnica; Resistência; Psicanalista; Regressão; Dependência; Winnicott; Ferenczi.
Biblioteca responsable: UY113.1