Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

A vergonha oculta na culpa: um estudo

Blaya Luz, Anette; Mesquita Annes, Rui de; Pandolfo, Ana Cristina; Muratore, Carmen Silvia; Aragonez de Vasconcellos, Nazur.
Santiago; FEPAL; 2008. 12 p.
Monografía en Portugués | Bivipsil | ID: psa-15507
Os autores se propõem a compreender a metapsicologia da
vergonha, tendo encontrada como conflito básico a tensão existente
entre aquilo que o sujeito desejava ou pensava ser e aquilo que lhe
é revelado como real, ou seja, o conflito entre o ideal de ego e o ego.
Este conflito conduz o texto à outra questão: a diferenciação entre
culpa e vergonha, tão próximas na clínica e muitas vezes
confundidas. Dois vértices são apontados: a vergonha enquanto
afeto estruturante, como dique contra a sexualidade infantil, como
formação reativa à curiosidade infantil, a principal tese defendida por
Freud (1905, 1908), e a idéia da vergonha como sentimento
associado a uma falha narcísica, ou seja, a vergonha associada a
uma revelação do ser quando medida pelo ideal do ego. A culpa
estaria associada ao superego e aos atos proibidos executados e/ou
fantasiados pelo sujeito. Sendo tênue a fronteira entre estes
sentimentos, examina-se o quanto é comum negligenciar-se a
vergonha que possa estar escondida atrás da culpa, e daí a
importância de o analista manter sua escuta sensível a este afeto
primitivo e tão doloroso (AU)

Asunto(s)

Psicoanálisis

Descriptores locales

VERGUENZA; CULPA; IDEAL DEL YO; YO IDEAL.
Biblioteca responsable: UY116.1
Ubicación: UY116.1