Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

Psicanálise e educação: um diálogo possível

Bracco, Silvia Maia.
Santiago; FEPAL; 2008. 18 p.
Monografía en Portugués | Bivipsil | ID: psa-15544
Através de intervenções realizadas por psicanalistas, com professores da rede pública de
ensino na cidade de São Paulo, este trabalho discute as dificuldades enfrentadas na relação
professor-aluno, levando-se em conta o papel complexo destinado à escola na atualidade.
A tarefa de ensinar carrega uma série de questões emblemáticas, pois a função de aprender
parece esvaziada de significado simbólico. O professor enfrenta uma crise de identidade, de
confiança, de autoridade que coloca em cheque a potência daquilo que oferece. Encontra-se
sobrecarregado, exercendo múltiplas funções que deveriam ser ocupadas por outros setores
da sociedade. Aliado a estas circunstâncias é necessário se deslocar de um lugar que o
aprisiona. Abrir um diálogo onde professor e aluno entrem com suas potencialidades, pois a
relação de verticalidade onde um tem o conhecimento e o outro o recebe, não mais
funciona. Poder definir limites de atuação, conhecer como se constrói a subjetividade
humana e lidar com o desafio de enfrentar as difíceis questões que envolvem a
adolescência, buscando no aluno recursos próprios que despertem a necessidade de
conhecer e aprender. A atuação do psicanalista junto ao professor também deve estabelecer
essa comutação. Trabalhando com o saber do professor, oferecer uma escuta que amplia e
legitima as inúmeras queixas relatadas por eles oferecendo um sentido latente para o que se
observa no manifesto. O referencial teórico se baseia nas idéias de Winnicott e Herrmann (AU)

Asunto(s)

Psicoanálisis

Descriptores locales

EDUCACION; APRENDIZAJE; CRISIS; IDENTIDAD; ESCUELA; WINNICOTT. D.W..
Biblioteca responsable: UY116.1
Ubicación: UY116.1