Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

Para aquém do princípio do prazer: o umbral

Ribeiro, Paulo de Moraes Mendonça.
Revista de Psicanálise, Porto Alegre; 21(1): 155-176, 2014.
Artículo en Portugués | Bivipsil | ID: psa-3088
Na clínica contemporânea observam-se analisandos nos quais o princípio da realidade parece ter se instalado antes do princípio do prazer. Aproximando referenciais de Freud, Winnicott e Bion, o autor propõe pensarmos as primeiras realizações oníricas prazerosas como matriz mental. Falhas nestas primeiras experiências emocionais acarretariam o desenvolvimento de uma área da experiência descrita como uma cesura estagnada, uma dimensão anterior ao princípio do prazer onde o ser, impossibilitado de guiar-se através das qualidades sensoriais prazer/dor, resulta pouco mais que seus tropismos: um umbral aquém do princípio do prazer. Esta abordagem acarreta implicações técnicas no trabalho analítico com estas camadas protomentais. O autor propõe que, nestas áreas, é importante o analista estar livre para trazer ao setting amplas áreas de sua personalidade, usando sua intuição, espontaneidade bem-humorada e criatividade na gestão da relação analítica destes analisandos
Biblioteca responsable: UY116.1
Ubicación: UY116.1