Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Systemic toxic reaction due to multiple honeybee stings in equine: Case report / Reação tóxica sistêmica devido a múltiplas ferroadas de abelha em equino: relato de caso

Fonteque, J. H; Mendes , R. P; Souza, A. F; Granella, M. C. S; Schade, J; Casa, M. S; Yonezawa, L. A; Volpato, J.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 70(3): 767-772, maio-jun. 2018. ilus
Artigo em Inglês | | ID: biblio-911308

Resumo

Accidents caused by insects of the Hymenoptera are rarely described in large animals. The attacks caused by honeybee (Apis mellifera) may cause severe consequences and its intensity changes according to the number of stings. Local and systemic reactions can occur, including progression to death. This report describes a case of honeybee attack on an equine, which took place in the city of Lages, in the state of Santa Catarina, Brazil. In the clinical assessment the horse showed apathy, anorexia, head and pectoral edemas, dyspnea, icteric mucosa, increased mandibular lymph nodes and darkened urine. The blood count showed anemia and serum biochemical tests suggested, muscular and hepatic lesions. The urinalysis test indicated hemoglobinuria and increased clotting time. Treatment included lactate Ringer's solution fluid therapy, furosemide, promethazine, corticosteroids and 20% mannitol solution. Hot and cold compresses were applied alternately on areas with edema. There was a satisfactory response to treatment and the animal was discharged after 30 days in veterinary hospital. The description of honeybee sting accidents in large animals is important because of the evolution that can lead to death. The early approach associated with appropriate treatment, avoiding the worsening of the lesions is fundamental for the recovery of the patient.(AU)
Os acidentes causados por insetos da ordem Hymenoptera são raramente descritos em grandes animais. Os ataques provocados por abelhas (Apis mellifera) causam consequências graves, e sua intensidade varia de acordo com a quantidade de ferroadas. Reações locais a sistêmicas podem ocorrer, incluindo a evolução para a morte. Este relato descreve um caso de ataque por abelhas em equino, ocorrido no município de Lages, SC. No exame clínico, o equino apresentava apatia, anorexia, edema de cabeça e região peitoral, dispneia inspiratória, mucosas ictéricas, linfonodos mandibulares aumentados e urina de coloração marrom-escura. O hemograma evidenciou anemia hemolítica, e os exames de bioquímica sérica sugeriram lesão muscular e lesão hepática. A urinálise demonstrou hemoglobinúria, e o tempo de coagulação apresentava-se aumentado. Como tratamento, foram administrados solução de ringer com lactato, furosemida, prometazina, corticosteroides e solução de manitol a 20%. Compressas quentes e frias foram aplicadas alternadamente sobre as áreas de edema. Houve adequada resposta ao tratamento instituído e o animal recebeu alta hospitalar após 30 dias de internamento. A descrição de casos de acidentes por picadas de abelhas em grandes animais é importante devido à evolução, que pode levar à morte. A abordagem precoce associada ao tratamento adequado, evitando o agravamento das lesões, é fundamental para a recuperação do paciente.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1