Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Composição química da forragem e do ensilado de azevém anual em função de diferentes tempos de secagem e estádios fenológicos / Chemical composition of annual ryegrass forage and silage for different drying times and phenological phases

Fluck, A. C; Schafhäuser Júnior, J; Alfaya Júnior, H; Costa, O. A. D; Farias, G. D; Scheibler, R. B; Rizzo, F. A; Manfron, J. A. S; Fioreze, V. I; Rösler, D. C.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 70(6): 1979-1987, nov.-dez. 2018. tab, graf
Artigo em Português | | ID: biblio-970772

Resumo

O objetivo do presente estudo foi determinar como o tempo de secagem e o estádio fenológico da planta influenciam na composição química e qualidade da silagem de azevém (Lolium multiflorum, Lam.). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com seis tratamentos (vegetativo: cortar e ensilar; cortar + pré-secagem de 4 horas e ensilar; cortar + pré-secagem de 7 horas e ensilar; pré-florescimento: ensilagem, cortar e ensilar e pré-secagem de 4 horas; florescimento: cortar e ensilar) e quatro repetições, com quatro meses de conservação da silagem. Foram determinados: desaparecimento de massa após o corte, rendimento de massa seca, proteína bruta e frações fibrosas. Além disso, foram determinados na silagem: pH, lipídios totais, nitrogênio insolúvel em detergente neutro e ácido. O manejo empregado auxilia na desidratação da forragem, com perda na quantidade de nitrogênio no vegetativo. No pré-florescimento, essa perda não ocorre. O avanço do ciclo da forrageira ocasiona diminuição na quantidade de nutrientes na biomassa, entretanto a produção de forragem é aumentada. A silagem apresentou composição bromatológica semelhante à observada na massa verde de azevém, o que demonstra a eficiência do método de conservação. A ensilagem em estádios mais avançados é aconselhada quando se busca maior quantidade de biomassa ensilada, porém com qualidade inferior.(AU)
The aim was how to define the effect of pre-drying time and the plant phase's influence on chemical composition and quality of ryegrass silage. The experimental design was randomized blocks with six treatments (Vegetative: Cut and ensiled; cut + pre-drying 4 hours and ensiled and; cut + pre-drying of 7 hours and ensiled; Pre-flowering: Silage cutting and ensiled and pre-drying 4 hours Flowering:. cut and ensiled) and four repetitions. The silage was stowed for four months. It were determined the mass disappearance after cutting, dry matter yield, crude protein and fiber fractions. Moreover, it was determined on silage pH, total lipids and insoluble protein content. The management used aids in dehydration of fodder, resulting in losses on the amount of nitrogen on vegetative phase. For pre-flowering, this loss has not occur. The advance of fodder cycle causes a decrease in the amount of nutrients in biomass, but fodder yield increased. Ryegrass silage presented chemical composition similar to that observed on green mass of ryegrass, evinced the efficiency of fodder conservation method. The silage in more advanced phases is advised when seeking greater amount of ensiled biomass, but lower quality.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1