Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Salmonella sp em suínos alimentados com probiótico e promotores de crescimento

Martins, Aurélia Dornelas de Oliveira; Mendonça, Regina Célia Santos; Martins, Mauro César; Benevenuto, Wellingta Cristina Almeida do Nascimento.
Hig. alim.; 31(268/269): 111-115, maio-jun. 2017. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-16719

Resumo

O presente estudo teve como objetivo acompanhar a incidência de Salmonella sp. em fezes e órgãos de suínos alimentados com dietas adicionadas de antibióticos e probióticos. Suínos sadios foram alimentados com ração basal acrescida de avilamicina (T0), ração basal em que 50% foi adicionada de probiótico (T50) e ração basal em que 100% foi adicionada de probiótico (T100). Ao final de 21, 35 e 63 dias, sete animais de cada tratamento foram abatidos e os órgãos coletados para a realização das análises. As amostras de fezes foram coletadas aos 21, 28, 35, 49 e 63 dias de idade. A contagem de Salmonella sp., nas fezes dos animais de 49 e 63 dias foi menor (p< 0,05) nos animais que se alimentaram da dieta T100. No baço, a contagem de Salmonella sp foi a mesma para os diferentes tratamentos. Com 63 dias de idade, todos os órgãos avaliados apresentaram menor contagem de Salmonella sp nos animais alimentados com T100, quando comparado com T0. Conclui-se que no presente estudo ocorreu redução da carga de Salmonella sp excretada nas fezes e encontrada nos órgãos, o que provavelmente resultará em menor contaminação da carcaça e obtenção de um produto de melhor qualidade.(AU)
The aim of the present study was to monitor the incidence of Salmonella in feces and organs of pigs fed diets with addition of antibiotics and probiotics. Healthy pigs were fed a basal diet enriched with avilamycin (T0); a basal diet in which 50% received the addition of a probiotic (T50); and a basal diet in which 100% received the addition of a probiotic (T100). At the end of 21, 35, and 63 days of age, seven animals from each treatment were slaughtered and their organs were harvested for analyses. Feces samples were collected at 21, 28, 35, 49, and 63 days of age. The Salmonella sp. count in feces of animals aged 49 and 63 days was lower (p<0.05) in the group fed diet T100. In the spleen, the Salmonella sp. count was the same for the different treatments. At 63 days of age, all the evaluated organs displayed a lower Salmonella sp. count in animals receiving T100 as compared with T0. In conclusion, in the present study, the Salmonella sp load excreted in the feces and found in the organs was reduced, which will probably result in lower contamination of the carcass and the generation of a product of better quality.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1