Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Forage yield of Coastcross-1 pastures inoculated with Azospirillum brasilense / Produção de forragem em pastos de Coastcross-1 inoculados com Azospirillum brasilense

Aguirre, Priscila Flôres; Olivo, Clair Jorge; Rodrigues, Patricia Fernandes; Falk, Débora Ribeiro; Adams, Carine Beatriz; Schiafino, Helena Parcianello.
Acta Sci. Anim. Sci.; 40: 1-8, 2018. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-18381

Resumo

The high cost of nitrogen fertilizers increases the expenses in pasture-based animal production. The inoculation with plant growth-promoting bacteria is an alternative to reduce the costs. This study evaluated the forage yield of Coastcross-1 pastures inoculated with Azospirillum brasilense, fertilized with different levels of nitrogen and subjected to cuts. The experiment was a factorial randomized block design with three replications. The factors were the inoculation (without inoculation, inoculated only at planting and reinoculated in the second year), levels of nitrogen (0, 100 and 200 kg ha-1 year-1 N) and seasons (spring, summer, fall and winter) when cuts were made. Forage yield, forage accumulation rate, botanical and structural pasture composition were evaluated. Forage yield without nitrogen fertilizer in pastures was in the first year 9.1, 11.7 and 11.7 t ha-1 DM, and in the second year 8.6, 11.2 and 11.5 t ha-1 DM, for the factor inoculation, respectively. The forage yield rises with inoculation at pasture planting, without nitrogen fertilization. Reinoculation is not necessary.(AU)
O elevado preço dos fertilizantes nitrogenados onera a produção animal baseada no pasto. A inoculação com bactérias promotoras de crescimento vegetal pode ser uma alternativa para redução destes gastos. Assim, objetivou-se avaliar a produção de forragem de pastos de Coastcross-1, inoculados com Azospirillum brasilense, fertilizados com diferentes doses de N e submetidos ao regime de cortes. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com três repetições, em esquema fatorial. Os fatores foram o uso da inoculação (não inoculado, inoculado somente no plantio e reinoculado no 2º ano), doses de nitrogênio (0, 100 e 200 kg ha-1 ano-1 de N), e as estações do ano (primavera, verão, outono e inverno) quando foram realizados os cortes. Avaliaram-se a produção de forragem, a taxa de acúmulo de forragem e as composições botânica e estrutural do pasto. As produções de forragem, nos pastos sem nitrogênio, no primeiro ano, foram de 9,1; 11,7 e 11,7 t ha-1 de MS, e no segundo ano de 8,6; 11,2 e 11,5 t ha-1 de MS, para o fator inoculação, respectivamente. Há aumento na produção de forragem com a inoculação na implantação dos pastos, quando não há aplicação de nitrogênio, sendo que a reinoculação não é necessária.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1