Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Virulence genes in Escherichia coli isolates from commercialized saltwater mussels Mytella guyanensis (Lamarck, 1819)

Barbosa, C. A.; Conceição, T. A.; Baliza, M. D.; Camilo, V. M. A.; Juiz, P. J. L.; Silva, I. M. M..
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-20117

Resumo

Abstract The isolation of Escherichia coli from food is a major concern. Pathogenic strains of these bacteria cause diseases which range from diarrhea to hemolytic-uremic syndrome. Therefore the virulence genes in E. coli isolates from the mussel ( Mytella guyanensis) commercialized in Cachoeira, Bahia, Brazil were investigated. Samples were purchased from four vendors: two from supermarkets and two from fair outlets. They were conditioned into isothermal boxes with reusable ice and transported to the laboratory for analysis. E. coli strains were isolated in eosin methylene blue agar, preserved in brain-heart infusion medium with 15% glycerol and stored at -20 °C, after microbiological analysis. Virulence genes in the isolated strains were identified by specific primers, with Polymerase Chain Reaction. Twenty-four isolates were obtained, with a prevalence of elt gene, typical from enterotoxigenic infection, in 75% of the isolates. The stx and bfpA genes, prevalent in enterohemorragic and enteropathogenic E. coli, respectively, were not detected. The occurrence of elt virulence-related gene in the E. coli isolates of Mytella guyanensis reveals urgent improvement in food processing, including good handling practices, adequate storage and cooking before consumption, to ensure consumers health.
Resumo O isolamento de Escherichia coli a partir de alimentos é uma grande preocupação, pois cepas patogênicas desta bactéria podem causar desde diarreia até síndrome hemolítico-urêmica. Diante do exposto, o objetivo do trabalho foi pesquisar genes de virulência em isolados de Escherichia coli provenientes do sururu Mytella guyanensis comercializado na cidade de Cachoeira, Bahia, Brasil. As amostras foram adquiridas de quatro comerciantes, sendo duas de mercados e duas em pontos de venda na feira livre da cidade de Cachoeira, acondicionadas em caixas isotérmicas com gelo reutilizável e transportadas até o laboratório para a análise. Após a análise microbiológica, as cepas de Escherichia coli foram isoladas em ágar Eosina Azul de Metileno e preservadas em caldo Brian Heart Infusion e glicerol a 15% e mantidas a - 20° C. A identificação dos genes de virulência nas cepas isoladas foi realizada utilizando primers específicos, por meio da Reação em Cadeia da Polimerase. Foram obtidos 24 isolados de Escherichia coli, destes a prevalência do gene elt , característico de Escherichia coli enterotoxigênica, foi de 75% dos isolados. Não houve a detecção dos genes stx e bfpA nos isolados, os quais são prevalentes nas cepas de Escherichia coli enterohemorrágica e Escherichia coli enteropatogênica, respectivamente. A presença do gene elt relacionado à virulência de Escherichia coli nos isolados de Mytella guyanensis revela a necessidade da melhoria no processamento, incluindo boas práticas de manipulação, armazenamento adequado e cocção previa ao consumo, visando a garantia da saúde do consumidor.
Biblioteca responsável: BR68.1