Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Metabolic stress and reproductive features in post-partum goats supplemented for a long period with detoxified castor meal as the source of dietary nitrogen / Estresse metabólico e características reprodutivas em cabras pós-parto suplementadas por longo período com mamona desintoxicada como fonte de nitrogênio na dieta

Silva, L. M; Oliveira, C. H. A; Silva, A. M; Montenegro, A. R; Fernandes, C. C. L; Silva, C. M. G; Rossetto, R; Rondina, D.
Arq. bras. med. vet. zootec; 72(1): 136-144, Jan.-Feb. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26571

Resumo

This study evaluated the effect of detoxified castor meal on the reproductive performance, metabolic stress, milk production, and kid development in peripartum goats. The diet of the animals were with (DCM, n= 20) or without (WDCM, n= 21) detoxified castor meal during the entire gestation and until weaning, 60 days post-birth. No differences were observed in the gestation period, litter size, rate of multiple births, and mortality between the two groups. The postpartum plasma concentrations of progesterone remained below 1ng/mL in all animals, thus, confirming the absence of active corpora lutea. The thickness of sternum adipose tissue and loin area, levels of urea and cholesterol, milk production, and daily weight gain in the kids were low in the DCM group when compared to those in the WDCM group (P< 0.05). To conclude, the use of detoxified castor meal in peripartum goats resulted in lower level of performance in the kids because of reductions in the amount of milk received from their mothers during lactation. In addition, the diet containing detoxified castor meals was not efficient in recovering from the loss of stored body reserves able to initiate the recovery of the cyclic activity of the goats.(AU)
Este estudo avaliou o efeito da torta de mamona desintoxicada na reprodução, no estresse metabólico, na produção de leite e no desenvolvimento de cabritos no periparto de cabras. Um grupo foi alimentado com torta de mamona (DCM, n=20), e o outro (WDCM, n=21) não recebeu tal suplemento , durante a gestação até o desmame, 60 dias pós-parto. Não foram observadas diferenças significativas no período de gestação, no número de cabritos, na taxa de partos múltiplos e na mortalidade entre os dois grupos. Em todos os animais, a concentração plasmática de progesterona ficou abaixo de 1ng/mL, confirmando a ausência de atividade lútea. A espessura da gordura subcutânea do esterno e da área de olho-de-lombo, a concentração de ureia e colesterol, a produção de leite e o ganho de peso dos cabritos foram menores no grupo DCM (P<0,05). Conclui-se que o uso de torta de mamona desintoxicada no periparto de cabra resultou em cabritos mais leves devido à redução na produção de leite das matrizes e as cabras não retornaram ao cio, pois não recuperaram a massa corporal.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1