Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Quantificação da micropropagação de Curcuma zedoaria Roscoe

O. Mello, Marcia; F. C. Amaral, Antônio; Melo, Murilo.
Sci. agric.; 57(4)2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-439452

Resumo

Curcuma zedoaria Roscoe, a vegetatively propagated member of the Zingiberaceae family, has been used extensively due to therapeutic properties. The interest of in vitro massal propagation of medicinal plants has improved since the conventional methods of propagation limit the utilization potential of these plants. Shoot meristems were inoculated on agar-solidified culture media containing the basic salts and vitamins of Murashige & Skoog supplemented with 2.0 mg L-1 BAP and 30 g L-1 sucrose. The cultures were incubated in a growth room at 25±2°C and 16/8 hours photoperiod (light/dark). Transfers were carried out each 40 days. The results obtained allowed the determination of the number of plants produced by each transfer. It was also possible to estimate the number of plants to be produced at any number of transfers after 120 days from inoculation, based on the following equation: y=8.74x² - 21.19x + 23.47, where y is the number of plants produced and × is the number of transfers to be perfomed from each explant. The cost of C. zedoaria plants produced in vitro was US$0.38/plant when a production of 200,000 plants/year is considered.
Curcuma zedoaria Roscoe, planta pertencente à família Zingiberaceae que se propaga vegetativamente, tem sido utilizada amplamente por suas propriedades terapêuticas. O interesse na propagação em massa de plantas medicinais in vitro tem aumentado sensivelmente, pois os métodos convencionais de propagação limitam o potencial de utilização destas plantas. Ápices caulinares foram inoculados em meio de cultura sólido contendo os sais básicos e vitaminas de Murashige & Skoog, suplementado com 2,0 mg L-1 de BAP e 30 g L-1 de sacarose. As culturas foram incubadas em sala de crescimento a temperatura de 25±2°C com fotoperíodo de 16/8 horas de claro/escuro. Transferências e repicagens foram realizadas a cada 40 dias. Os resultados das avaliações feitas permitiram determinar o número de plantas obtidas em cada repicagem e estimar o número de plantas possíveis de serem obtidas após qualquer número de repicagens a partir de 120 dias da inoculação, com base na equação matemática y = 8,74x² - 21,19x + 23,47, onde y é o número de plantas produzidas e × o número de repicagens a serem realizadas, a partir de um explante. O custo da muda considerando-se a produção de 200.000 mudas/ano foi de R$0,70.
Biblioteca responsável: BR68.1