Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Resposta de cultivares de arroz irrigado ao nitrogênio

Guilherme de Freitas, José; Ernesto Azzini, Luiz; Cantarella, Heitor; Ricardo Bastos, Cândido; Helena Signori Melo de Castro, Lúcia; Boller Gallo, Paulo; Carlos Felício, João.
Sci. agric.; 58(3)2001.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-439555

Resumo

Rice cultivars (Oryza sativa L.) response to nitrogen may vary under waterlogged conditions. The objective of this work was to evaluate the response of three new rice cultivars grown under irrigation, taking into account yield components. Two field experiments were carried out at Mococa, SP, Brazil, during 1997/98 and 1998/99, on a Typic Endoaquept. The experimental design was a split plot with four replications. The main plots received the N rates (0, 50, 100, and 150 kg ha-1) and the sub plots were represented by rice cultivars (IAC 101, IAC 102 and IAC 104). Nitrogen fertilizer was applied as urea, 33% at seedling transplantation and 33% 20 and 40 days latter. Cultivars responded significantly to N application and the average yield for three cultivars at higher N rates was more than 8 t ha-1. Cultivars IAC 104 and IAC 101 presented higher grain yield than 'IAC 102', although all of them presented a marked response to N fertilizer application. Adequate rates of N were 140 kg ha-1 for IAC 101 and 150 kg ha-1 for 'IAC 102' and 'IAC 104'. The 1000 grain weight and panicle length of three cultivars were significantly affected by N treatments. The length of the panicles was the component more closely correlated grain yield.
Genótipos de arroz irrigado por inundação (Oryza sativa L.) podem apresentar variabilidade de resposta ao nitrogênio. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de três cultivares de arroz ao nitrogênio. Os experimentos foram realizados em Mococa, SP, em 1997/98 e 1998/99, em Cambissolo Háplico Tb Eutrófico gleico. O delineamento estatístico foi em blocos ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. Nas parcelas foram aplicadas doses de N (0, 50, 100 e 150 kg ha-1) e nas subparcelas foram transplantadas mudas dos cultivares de arroz (IAC 101, IAC 102 e IAC 104). O nitrogênio foi aplicado parceladamente sendo 1/3 da dose no transplantio das mudas, 1/3 aos 20 dias e 1/3 aos 40 dias, após o transplantio. Os cultivares responderam significativamente à aplicação de N e a média de produtividade de grãos dos três cultivares na maior dose de N foi superior a 8 t ha-1. Os cultivares IAC 104 e IAC 101 apresentaram maiores rendimentos de grãos (4863 e 5015 kg ha-1, na ausência da aplicação de N) do que o IAC 102, com resposta quadrática para os dois primeiros e linear para o último. As doses adequadas de N foram 140 kg ha-1 para o 'IAC 101' e 150 kg ha-1 para 'IAC 102' e 'IAC 104'. O cultivar IAC 104 apresentou maior rendimento de grãos inteiros e, embora não tenha sido o mais produtivo nos dois anos do estudo, gerou maior produção de grãos inteiros por unidade de área. O comprimento da panícula foi o componente que melhor se correlacionou com o rendimento de grãos.
Biblioteca responsável: BR68.1