Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Calcium, potassium and magnesium treatment of Chrysanthemum morifolium cv. "Bi Time" and callogenesis in vitro

Borgatto, Fábio; Tadeu dos Santos Dias, Carlos; Francisco Campos Amaral, Antônio; Melo, Murilo.
Sci. agric.; 59(4)2002.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-439694

Resumo

The chemical composition and vegetative vigor of the donor plant are essential for the satisfactory performance of explants in vitro. In order to test the effect of potassium, calcium and magnesium nutritional status of Chrysanthemum morifolium plants on callogenesis in vitro, pot plants growing in sand were irrigated with nutrient solution containing different levels of potassium (0; 58.5; 117 and 234 mg L-1), calcium (0; 50; 100 e 200 mg L-1) and magnesium (0;12; 48 e 96 mg L-1). After 30 and 45 days, explants (shoot segments and leaf discs) were collected, desinfected and inoculated on MS solid medium supplemented with 0.1 mg L-1 of kinetin and 5.0 mg L-1 of nafthalene acetic acid for callogenesis induction. Callogenesis evaluated as callus fresh weight was affected by nutrients treatment. Callus growth on leaf explants was inversely proporcional to potassium concentration and directly proportional to magnesium concentration in shoot explants. The calcium effect on callogensis of leaf explants was dependent on treatment duration. For 30 days treatment callogenseis was inversely related to calcium concentration and after 45 days was directly related to calcium concentration.
A composição química e o vigor vegetativo de plantas matrizes são essenciais no desenvolvimento de explantes in vitro. Com o objetivo de testar o efeito do estado nutricional de plantas matrizes de Chrysanthemum morifolium no processo de calogênese in vitro, plantas crescendo em vasos contendo areia lavada foram irrigadas com soluções nutritivas contendo diferentes concentrações de cálcio (0, 50, 100 e 200 mg L-1), potássio (0, 58,5, 117 e 234 mg L-1), e magnésio (0,12, 48 e 96 mg L-1). Aos 30 e 45 dias de duração do tratamento com solução nutritiva, explantes (segmento caulinar e foliar) das matrizes foram coletados, desinfestados e inoculados em meio de cultura MS sólido suplementado com 0,1 mg L-1 de Kin e 5,0 mg L-1 NAA. A calogênese foi afetada pelos tratamentos com os diferentes níveis dos nutrientes. O crescimento de calos a partir de explantes foliares foi inversamente proporcional ao teor de potássio e diretamente proporcional aos de magnésio em explantes caulinares. O efeito do cálcio na calogênese em explantes foliares mostrou ser dependente da duração do tratamento. Nos testes com 30 dias de duração a calogênese foi inversamente proporcional, e naqueles com 45 dias de duração demonstrou ser diretamente proporcional aos níveis de cálcio.
Biblioteca responsável: BR68.1