Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Stalk yield and technological attributes of planted cane as related to nitrogen fertilization

Coutinho Junqueira Franco, Henrique; Cesar Ocheuze Trivelin, Paulo; Carlos Eduardo, Faroni; Cesar Vitti, André; Otto, Rafael.
Sci. agric.; 67(5)2010.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-440512

Resumo

A still unclear question related to sugarcane cropping refers to the low response of the planted cane to nitrogen fertilization. Two experiments were carried out in areas under a Typic Hapludox, located in Pirassununga, São Paulo State, Brazil, and an Arenic Kandiudult, located in Jaboticabal, São Paulo State, Brazil, with the objective to evaluate planted cane response to nitrogen fertilization at planting. The experimental design was organized as random blocks and treatments consisted of three N rates (40, 80, and 120 kg ha-1 N-urea) and a control without N. Nitrogen fertilizers were applied to the bottom of the planting furrow and then incorporated into the soil. During the maximum growth stage, +1 leaf samples were collected from all experimental plots to evaluate the crop nutritional status. In the Pirassununga experiment, N fertilization at planting increased N, K, Mg, and S contents in the leaves and increased the stalk yield, without effect in the technological attributes. Conversely, no stalk yield response was observed at the Jaboticabal experiment, but N fertilization benefited the stalk technological attributes. The N rates increased the sugar yield per hectare in both experiments. The highest margin of agricultural contribution was obtained at the rate of 40 kg ha-1 N.
Uma questão não esclarecida na cultura da cana-de-açúcar se refere à baixa resposta da cana planta à adubação nitrogenada de plantio. Nesse sentido, foram desenvolvidos dois experimentos em áreas cultivadas sobre um Latossolo Vermelho-Amarelo Distrófico (Pirassununga, SP) e um Latossolo Vermelho Distrófico (Jaboticabal, SP), com objetivo de avaliar a resposta da cana planta a adubação nitrogenada de plantio. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, e os tratamentos foram três doses de N (40, 80 e 120 kg ha-1 na forma de uréia) mais um tratamento controle sem adição de N. Os fertilizantes nitrogenados foram aplicados no fundo de sulco de plantio e incorporados ao solo. Durante a fase de máximo crescimento da cultura, foram coletadas amostras de folhas +1 em todas as parcelas experimentais para a determinação do estado nutricional. Em Pirassununga, a adubação nitrogenada de plantio aumentou as concentrações de N, K, Mg e S nas folhas diagnósticas e a produção de colmos, sem apresentar efeito nos atributos tecnológicos. Por outro lado, em Jaboticabal não houve resposta em produtividade, mas houve efeito nos atributos tecnológicos. Obtiveram-se incrementos na produção de açúcar por hectare em ambas as áreas em função da fertilização nitrogenada. A maior margem de contribuição agrícola foi obtida com a dose de 40 kg ha-1 de N.
Biblioteca responsável: BR68.1