Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Bacterial diversity in soil in response to different plans, phosphate fertilizers and liming

da Silva, Paulo; Nahas, Ely.
Braz. J. Microbiol.; 33(4)2002.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-443664

Resumo

The diversity of bacterial isolates from soil in response to different plants (control, Brachiaria ruziziensis and Cajanus cajan), fertilization (control, simple superphosphate and rock phosphate) and liming (with and without lime) was evaluated. Phenotypic and physiological characteristics of the isolates were recorded and organized in a file to identify the bacteria. Among the isolates, 95% were Gram-positive and 5% Gram-negative rods. Soil cultivated with B. ruziziensis favored the nonsporing Gram-positive and Gram-negative rods compared to soils with C. cajan or uncultivated. Number of spore-forming Gram-positive rods were higher in plots with superphosphate than in unfertilized soil or soil fertilized with rock phosphate. In unfertilized plots, larger number of Gram-positive cocci and Gram-negative rods was obtained than in fertilized plots. Unlimed plots favored spore-forming Gram-positive rods, Gram-positive cocci and Gram-negative rods, while with liming a larger proportion of nonsporing Gram-positive rods was found. From 7 to 86% of the total isolates utilized different carbohydrates. The recording data used in this experiment was effective in the isolates identification, and might be useful for diagnosis of soil bacteria. Bacillus, Cellulomonas, Rhodococcus, Enterobacter, Flavobacterium, Micrococcus and Arthrobacter were the genera more commonly found. Bacterial diversity was enhanced in limed, unfertilized and plant cultivated plots.
Este estudo avaliou a diversidade de bactérias isoladas do solo em resposta a diferentes plantas (controle, Brachiaria ruziziensis e Cajanus cajan), fertilizantes (controle, superfosfato simples e fosfato de rocha) e calagem (com e sem calcário). As características fenotípicas e fisiológicas dos isolados foram registradas e organizadas em um arquivo para identificar as bactérias. Entre os isolados, 95% foram de bactérias Gram positivas e 5% bacilos Gram negativos. B. ruziziensis favoreceu mais os bacilos Gram positivos não esporulados e bacilos Gram negativos que o solo com C. cajan ou não cultivado. O número de bacilos Gram positivos esporulados foi superior nas parcelas fertilizadas com fosfato do que nas não adubadas ou fertilizadas com fosfato de rocha. Nas parcelas não fertilizadas, maior número de cocos Gram positivos e bacilos Gram negativos foi obtido do que nas parcelas fertilizadas. A ausência de calagem favoreceu os bacilos Gram positivos esporulados, cocos Gram positivos e os bacilos Gram negativos, enquanto que, com calagem foram encontradas proporções maiores de bacilos Gram positivos não esporulados. De 7 a 86% do total de isolados utilizaram diferentes carboidratos. O registro dos dados utilizado neste experimento foi efetivo na identificação dos isolados e pode ser útil para o diagnóstico das bactérias do solo. Os gêneros mais freqüentes foram Bacillus, Cellulomonas, Rhodococcus, Enterobacter, Flavobacterium, Micrococcus e Arthrobacter. A diversidade bacteriana foi aumentada nas parcelas com calagem, não fertilizadas e cultivadas com plantas.
Biblioteca responsável: BR68.1