Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effect of L-5-Hydroxytryptophan on drinking behavior in Coturnix japonica (Temminck and Schlegel, 1849) (Galliformes: Aves): involvement of renin-angiotensin system

Cedraz-Mercez, PL; Almeida, AC; Thomaz, CM; Costa-e-Sousa, RH; Olivares, EL; Côrtes, WS; Medeiros, MA; Reis, LC.
Braz. J. Biol.; 67(4)2007.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-446309

Resumo

The purpose of this study was to explore the role of L-5-hydroxytryptophan (L-HTP) and its relationship with the renin-angiotensin system (RAS) on the drinking behavior in Japanese quails. Normally-hydrated quails that received injections of L-HTP (12.5; 25 and 50 mg.kg-1) by the intracoelomic route (ic) expressed an increase in water intake, which was inhibited by captopril, an angiotensin converting enzyme (ACE) inhibitor. In addition, captopril also induced such a response in birds under previous fluid deprivation. High doses of captopril (35-70 mg.kg-1, sc) in normally-hydrated quails decreased the spontaneous water intake while low doses of captopril (2-5 mg.kg-1, sc) did not prompt water intake after L-HTP administration. Losartan, an AT1 receptor antagonist in mammals, did not change the water intake levels in normally-hydrated or water-deprivated birds. Serotonin (5-HT) injections did not provoke its known dipsogenic response.
O objetivo deste estudo foi investigar a influência do L-5-hidroxitriptofano (L-HTP) e sua relação com o sistema renina-angiotensina (SRA) no comportamento dipsogênico de codornas. Codornas normohidratadas que receberam L-HTP em diferentes doses (12,5; 25 e 50 mg.kg-1) por via intracelomática (ic) expressaram um aumento na ingestão de água, o qual foi suprimido pela administração prévia de captopril (inibidor da ECA-enzima conversora de angiotensina). Esta ação inibitória do captopril, em menor intensidade, foi também evidenciada em aves previamente submetidas ao jejum hídrico. O tratamento isolado com captopril (35-70 mg.kg-1) reduziu consideravelmente a ingestão espontânea de água em codornas normohidratadas, enquanto baixas doses (2-5 mg.kg-1) não provocaram aumento na ingestão de água induzida pelo L-HTP. Losartan, um antagonista de receptores AT1 em mamíferos, não foi capaz de modificar os níveis de ingestão hídrica, tanto em aves normohidratadas quanto em aves privadas de água. Serotonina aplicada perifericamente não promoveu a conhecida resposta dipsogênica de mamíferos.
Biblioteca responsável: BR68.1