Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efeito do tamoxifeno no perfil das proteínas plasmáticas em condição de diabetes mellitus tipo 1

Cristina P. Silva, Teresa; B. Mota, Saul; Margareth C. Almeida, Maria; Cristina S. Ferreira, Elaine; A. G. Ururahy, Marcela; Felipe Bezerra, João; M. L. Pereira, Ney; M. O. Ramos, Ana; das Graças Almeida, Maria; A. Rezende, Adriana.
Acta cir. bras.; 202005.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-448712

Resumo

PURPOSE: Considering that important scientific advances have been obtained through studies based on experimental Diabetes mellitus, and that tamoxifen action in humans remains unknown, the aim of the present work is to follow the modifications promoted by diabetes and tamoxifen in the electrophoretic profile of plasmatic proteins. METHODS: It was used 27 Wistar female rats (180-250 body weight), randomicaly divided into five groups: C1 (n=3, received vehicle), C2 (n=3, no treatment), T (n=5, treated with tamoxifen, 0.3mg/Kg/day), D (n=8, experimental diabetes by estreptozotocin, 45mg/Kg and DT (n=8, diabetic treated with tamoxifen). The electrophoresis was accomplished in cellulose acetate. pH 8.6-8.8, TECNOW chamber, and the strains were stained by Ponceau S. The total proteins were determined by the Biuret method (Labtest). Proteinograms were obtained in densitometer BioSystems BTS-235. RESULTS: Albumin decreased progressively in the groups T, D and DT; á1 fraction increased in groups T and DT; á2 fraction increased in groups T and D, including a synergic effect in group DT; â fraction increased in groups T and D; ã fraction increased in groups T, D and DT. CONCLUSIONS: The results indicate an acute phase resposta, with synergic effect of tamoxifen and diabetes, suggesting a probable hepatic lesion.
OBJETIVO: Considerando-se que importantes avanços científicos têm sido obtidos através de estudos com Diabetes mellitus experimental, e que a ação do tamoxifeno em humanos permanece obscura, o presente trabalho objetiva acompanhar as modificações promovidas pelo diabetes e tamoxifeno no perfil eletroforético das proteínas plasmáticas. MÉTODOS: Foram utilizados 27 ratos fêmeas Wistar (180-220g peso corporal), divididos randomicamente em 5 grupos: C1 (n=3, receberam veículo), C2 (n=3, sem tratamento), T (n=5, tratados com tamoxifeno, 0,3mg/kg/dia), D (n=8, diabéticos experimentais por estreptozotocina, 45mg/Kg) e DT (n=8, diabéticos tratados com tamoxifeno). A eletroforese foi realizada em acetato de celulose, pH 8,6-8,8, cuba TECNOW, e as fitas foram coradas em Ponceau S. As proteínas totais foram determinadas pelo método do Biureto (Kit Labtest). Os proteinogramas foram obtidos em densitômetro BioSystems BTS-235. RESULTADOS: Albumina diminuiu progressivamente nos grupos T, D e DT; a fração a1 aumentou nos grupos T e DT; a fração a2 aumentou nos grupos T e D, havendo efeito aditivo no grupo DT; a fração b aumentou nos grupos T e D; a fração g aumentou nos grupos T, D e DT. CONCLUSÃO: Os resultados indicam uma resposta de fase aguda, com efeito aditivo do tamoxifeno e diabetes, sugerindo uma provável lesão hepática.
Biblioteca responsável: BR68.1