Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

O Crescimento de duas espécies florestais pioneiras, pau-de-balsa (Ochroma lagopus Sw.) e caroba (Jacaranda copaia D. Don), usadas para recuperação de áreas degradadas pela agricultura na Amazônia Central, Brasil

Pereira Barbosa, Antenor; Alberto Assis Campos, Moacir; de Tarso Barbosa Sampaio, Paulo; Nakamura, Shozo; de Queiroz Blair Gonçalves, Cláudio.
Acta amaz.; 33(3)2003.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-449994

Resumo

The objective of experiment was study the growth of pioneer forest species pau-de-balsa (Ochroma lagopus) and caroba (Jacaranda copaia) to rehabilitate degraded areas from agriculture. The experiment carried out at Br-174, km 120. After the use for cassava and banana plantations the area was abandoned for 8 years. The secondary forest that took place was of low height and sparse trees. The experiment was installed at may/98 and composed by harrowed and no harrowed areas. The seedlings were planted in 3 x 3 m spacing, in 20 cm diameter by 30 cm deep holes, with 150g of fertilizer NPK (4-16-8) and dolomite limestone in the proportion 3:1. To evaluation the growth were measured the height and diameter in july/98 and each year, approximately (June/99, September/00 and May/01). The data were obtained from planted species comparing harrowed and no harrowed areas in a full random design. The survival of pau-de-balsa, was greater in harrowed area (97,1%) in relation to no harrowed area (92,5%) after one year of planting; and the survival of caroba, was 90% after one year of planting and showed no difference when compared the harrowed and no harrowed areas. The height and diameter of pau-de-balsa were greater in harrowed area after one year of planting, reaching 11.85 m and 11.42 cm, respectively. The differences occurred in caroba trees after the second year of planting, and reached, in the third year, 8.37 m of high and 11,18 cm in diameter. Besides other factors inherent to the species, the more friable soil of the harrowed area, facilitated higher growth to two studied species.
O objetivo deste trabalho foi estudar o crescimento das espécies florestais pioneiras pau-de-balsa (Ochroma lagopus Sw.) e caroba (Jacaranda copaia D. Don) para a recuperação de áreas degradadas pela agricultura. Na área, situada no km 120 da BR-174, tinha sido plantado mandioca e banana e abandonada há 8 anos, formando uma capoeira de porte baixo e rala. O experimento foi instalado em maio/98, com e sem gradagem da área. O espaçamento foi de 3x3m, em covas de 20 cm (diâmetro) x 30 cm (profundidade), com adubação de 150g/cova de NPK (4-16-8) e calcário dolomítico na proporção de 3:1. Para a avaliação do crescimento, foram medidas a altura e o diâmetro das plantas aos 2 meses (julho/98) e a cada ano aproximadamente (junho/99, setembro/00 e maio/01). Os dados foram analisados através do delineamento inteiramente casualisado. A sobrevivência do pau-de-balsa foi maior em área gradeada (97,1%) do que em area não gradeada (92,5%), após o primeiro ano do plantio; da caroba, foi cerca de 90% e sem diferenças entre as areas. A altura e diâmetro do pau-de-balsa, foram maiores em área gradeada, a partir do primeiro ano, chegando no terceiro ano a 11,85 m de altura e 11,42 cm de diâmetro. Na caroba, a diferença ocorreu a partir do segundo ano e no terceiro chegou a 8,37 m de altura e 11,18 cm de diâmetro. Além de outros fatores inerentes às espécies, o solo mais friável das áreas gradeadas, possibilitou um maior crescimento em altura e diâmetro das duas espécies estudadas.
Biblioteca responsável: BR68.1