Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Rapid assessment of fruit-color selection by birds using artificial fruits at local scale in Central Amazonia

Arruda, Rafael; J. Rodrigues, Domingos; J. Izzo, Thiago.
Acta amaz.; 38(2)2008.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-450347

Resumo

Modeling clays have been used in several ecological experiments and have proved to be an important tool to variables control. The objective of our study was to determine if fruit color in isolated and grouped displays influences the fruit selection by birds in the field using artificial fruits. Data were collected in six plots distributed homogeneously in 3 km long trails with a minimum distance of 0.5 km. We used a paired experimental design to establish our experiments, so that all treatments were available to the local bird community in each plot. Overall, red was more pecked than brown and white. Isolated red and brown displays were significantly more pecked than others display. Even though our study was conducted in small spatial scales, artificial fruits appeared to be efficient in register fruit consumption attempts by bird. Although inconclusive about selective forces that sharp the dynamics of fruit color polymorphisms and choice by frugivorous birds, our findings corroborate recent studies wherein birds showed preferences by high- over low-contrast fruit signals.
Atualmente o uso de massa de modelar tem sido amplamente utilizado para testar várias hipóteses ecológicas. O objetivo deste trabalho foi determinar se cores de frutos artificiais dispostos isoladamente nos ramos, ou em agregação, influenciaram a escolha das aves. Coletamos os dados em seis parcelas distribuídas homogeneamente em uma trilha de 3 km. Nós usamos desenho experimental pareado, de modo que todos os tratamentos estavam disponíveis para a comunidade local de aves em cada parcela. Os frutos artificiais vermelhos foram mais bicados do que marrons e brancos. Separando-se nos dois diferentes arranjos, vermelhos e marrons isolados foram significativamente mais bicados de que os outros arranjos. Embora nosso estudo tenha sido realizado em pequena escala espacial, frutos artificiais foram eficientes em registrar tentativas de consumo pelas aves. Embora não conclusivo a respeito da pressão seletiva que molda a dinâmica de polimorfismos nas cores dos frutos, bem como dos padrões de escolha pelos frugívoros, nosso trabalho corrobora recentes estudos onde aves preferiram frutos com maior contraste em relação à coloração de fundo imposta pela vegetação.
Biblioteca responsável: BR68.1