Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effect of variety, planting date, and spacing on the yield and quality of available forage of guandu (Cajanus cajan L. Millsp) / Efeito do espaçamento e da época de plantio sobre a produção da forragem aproveitável de duas variedades de guandu ( Cajanus cajan L. Millsp)

Molinari Peres, Roberto; Favoretto, Vanildo; Ariovaldo Banzatto, David.
B. Indústr. Anim.; 47(1): 53-65, 1990.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-467072

Resumo

This work was carried out at the Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias-UNESP-Campus de Jaboticabal. A factorial arrangement was studied according to a split-plot design with the following treatments in the main plots: three spacings (0.90 x 0.90 m; 0.90 x 0.60 m and 0.60 x 0.60 m), two planting dates (November 16 and November 30, 1984), and two varieties (Fava-Larga and Paraíba). Three cuts were made in the sub-plots at 12-week intervals. All leaves, flowers, pods, and branches with a diameter equal or smaller than 5 mm were collected and identified as available forage. Dry -matter (DM) and crude protein (CP) yields were similar in the more closed spacings and higher than those obtained in the 0.90 x 0.90 spacing. The use of the intermediate spacing (0.90 x 0.60) could be recommended because the distance between plants would allow a better circulation of the animals and therefore reduce possible damages caused by trampling. Fava-Larga variety can be recommended for grazing as a reserve crop due to its higher DM and CP yields, higher in vitro DM digestibility, and better distribution of DM yield between cuts, especially when the first planting date is used.
O presente trabalho foi conduzido em uma área da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias-UNESP, Campus de Jaboticabal. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso, em parcelas subdivididas, sendo estudados nas parcelas os seguintes tratamentos, segundo um esquema fatorial: 3 espaçamentos (0,90 x 0,90 m; 0,90 x 0,60 m e 0,60 x 0,60 m), 2 épocas de plantio (16 e 30 de novembro de 1984) e duas variedades (Fava-Larga e Paraíba). Nas subparcelas foram estudados três cortes, realizados a cada 12 semanas. Os cortes foram efetuados colhendo-se todas as folhas, ramos com diâmetro igual ou inferior a 5 mm, flores e vagens, sendo o conjunto dessas frações denominada de forragem aproveitável. Levando-se em consideração a semelhança das produções de forragem aproveitável e de proteína bruta observada entre os espaçamentos mais densos, pode-se recomendar o espaçamento intermediário (0,90 x 0,60 m), visto que a distância entre as linhas de plantio poderia facilitar a circulação dos animais na área, reduzindo-se assim, possíveis danos causados pelo pisoteio. Em função das produções mais elevadas de forragem aproveitável e da proteína bruta, bem como da melhor digestibilidade e distribuição de matéria seca produzida, pode-se recomendar a variedade Fava-Larga para utilização como reserva forrageira ou destinada ao pastejo direto, preferencialmente se implantada na primeira época de p
Biblioteca responsável: BR68.1