Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Lienal artery in New Zealand rabbit: Anatomical study for experimental research and surgical practice / Artéria lienal em coelhos Nova Zelândia: estudo anatômico destinado a pesquisa experimental e prática cirúrgica

Xavier Silva, Bárbara; Santos Roza, Magno; Cely Amorim Ribeiro, Ilma; Antonio Babinski, Márcio; Abidu Figueiredo, Marcelo.
Semina Ci. agr.; 32(2): 709-716, 2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-470164

Resumo

In the study 30 specimens of adult New Zealand rabbits, 13 males and 17 females were used. After fixed with 10% formaldehyde solution and performing the injections with latex solution stained with pigment, the animals were dissected to identify the disposition of the lienal arteries. The statistical analysis was made by the Qui-square (X2) test, with a 5% level of significance, to test if the nullity hypothesis is true for the of lienal artery main ramifications. The relations between the lienal artery and spleen length with rostrum-sacral length were calculated by the correlation coefficient r varying between -1 and +1, that is, -1 ? r ?+1. The mean length of the lienal artery was 5.96 cm. In all (100%) dissected rabbits the lienal artery, originated directly from the celiac artery as an only one artery giving different numbers of branches to the spleen: one branch in seven (23.3%) animals, two branches in seven (23.3%) animals, three branches in 10 (33.3%) animals, four branches in four (13.3%) animals and five branches in two (6.7%) animals. From the spleen, the lienal artery gave different numbers of branches to the stomach greater curvature: one branch in seven (23.3%) animals, two in four (13.3%) animals, three in five (16.7%) animals, four in three (10%), and five in only one (3.3%) animal. Positive correlation was observed between the lienal artery and spleen length w
 Na presente pesquisa foram utilizados 30 espécimes de coelhos adultos Nova Zelândia, 13 machos e 17 fêmeas. Após fixação com solução de formaldeido a 10% e preenchimento do sistema arterial com solução de látex corado procedeu-se a dissecção para a observação da disposição das artérias lienais.  A análise estatística foi realizada através teste do X2 (Qui-quadrado), ao nível de significância de 5%, para testar se a hipótese de nulidade é verdadeira para o número de ramificações principais da artéria lienal. As relações do comprimento da artéria lienal e do baço em função do comprimento rostro-sacral foram calculadas através do coeficiente de correlação r, que pode variar entre -1 e +1, isto é, -1 £ r £ +1. A média do comprimento da artéria lienal foi de 5,96 cm. Em todos os coelhos dissecados (100%) a artéria lienal se originou diretamente da artéria celíaca como uma artéria única, emitindo diferentes ramos para o baço: um ramo em sete (23,3%) animais, dois ramos em sete (23,3%) animais, três ramos em 10 (33,3%) animais, quatro ramos em quatro (13,3%) animais e cinco ramos em dois (6,7%) animais. Do baço a artéria lienal emitiu diferentes números de ramos para a grande curvatura do estomago: um ramo em sete (23,3%) animais, dois em quatro (13,3%) animais, três em cinco (16,7%) animais, quatro em três (10%), e cinco em apenas um (3,3%) animal. Foi observada correlação positiv
Biblioteca responsável: BR68.1