Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Bovine papillomavirus type 2 in enzootic haematuria aetiology / Papilomavírus bovino tipo 2 na etiologia da hematúria enzoótica bovina

Rezler Wosiacki, Sheila; Carlos Faria dos Reis, Antônio; Fernandes Alfieri, Alice; Alcindo Alfieri, Amauri.
Semina Ci. agr.; 23(1): 121-130, 2002.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-470457

Resumo

Bovine enzootic haematuria (EH) occurs worldwide and is endemic in regions with bracken fern (Pteridium aquilinum) infested grassland. EH is chronic disease that is characterized by clinical signs of intermitent haematuria, anemia and progressive emaciation and haemorragic, hyperplasic and neoplasic lesions of urinary bladder. Although bracken fern intoxication has been related to EH, most recent bovine papillomavirus type 2 (BPV-2) infection has been also assessed. Some researches has shown that the presence of BPV-2 in association with bracken fern carcinogenic compound leads to the malignant progression of urinary bladder lesions that cause the clinical signs of EH. In this review the major evidence of BPV-2 involviment in the aetiology of EH is presented along with diagnostic methods and prophylaxis of this disease that causes considerable economic losses in brazilian cattle breeding.
A hematúria enzoótica (HE) bovina é de ocorrência mundial e apresenta caráter endêmico em regiões com pastagens infestadas com samambaia (Pteridium aquilinum). A HE é uma doença crônica caracterizada por sinais clínicos de hematúria intermitente, anemia e emagrecimento progressivo e por lesões hemorrágicas, hiperplásicas e neoplásicas da mucosa da bexiga. Apesar da intoxicação pela samambaia estar relacionada à etiologia da HE, mais recentemente a infecção pelo papilomavírus bovino tipo 2 (BPV-2) também tem sido avaliada. Estudos demonstram que a presença do BPV-2, associada à ação dos compostos carcinogênicos da samambaia, leva à progressão maligna das lesões na mucosa vesical responsáveis pelos quadros clínicos observados na HE. Nesta revisão são apresentadas as principais evidências do envolvimento do BPV-2 na etiologia da HE, bem como métodos de diagnóstico e profilaxia desta doença que ocasiona prejuízos econômicos consideráveis à pecuária bovina brasileira.
Biblioteca responsável: BR68.1