Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of leukocyte count in dogs with lymphoma submitted to the Madison-Wisconsin protocol by conventional technique and flow cytometry / Avaliação leucocitária de cães com linfoma submetidos ao protocolo de Madison-Wisconsin pela técnica convencional e citometria de fluxo

Abrahão Anai, Letícia; Eiras Dela Coleta, Flávia; Demarchi Munhoz, Thiago; Francisca Silva Nogueira, Andressa; Maria Souza Semolin, Lívia; Cristina Vieira, Manuela; Evangelista Santana, Aureo.
Semina Ci. agr.; 34(4): 1793-1800, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-473022

Resumo

Lymphoma is the most common hematopoietic tumor in dogs and one of the malignant tumors with higher occurrence in this species. It is a great experimental model due to its resemblance with the non- Hodgkin lymphoma in humans. Considering the importance of the overall changes that result from to this kind of neoplastic tumor and those due to polichemotherapy this study aimed to evaluate the absolute leukon count and the total count of CD45+ cells in the blood of 25 dogs with lymphoma. Findings were crosschecked since diagnose and then once weekly during the first eight sessions of the Madison-Wisconsin chemotherapic protocol. Total granulocyte, lymphocyte and monocyte counts obtained from a conventional automatic counter and by flow cytometry were compared. Results did not reveal statistically significant changes between the two techniques. 
O linfoma é o tumor de tecido hematopoético mais comum nos cães e um dos tumores malignos de maior ocorrência nesta espécie. É um ótimo modelo experimental para estudo devido a sua semelhança com o linfoma não-Hodgkin em humanos. Considerando a importância das alterações decorrentes da evolução desta neoplasia e aquelas ocorridas com o emprego da poliquimioterapia, avaliou-se o leucograma absoluto e a contagem de células CD45+ pela citometria de fluxo, no sangue de 25 cães com linfoma. Foram avaliados no momento do diagnóstico, uma vez por semana, durante as primeiras oito sessões quimioterápicas do protocolo de Madison-Wisconsin, e cujas contagens obtidas em contador automático convencional e por intermédio da citometria de fluxo, foram comparadas. Os resultados obtidos não revelaram diferenças estatisticamente significativas entre as duas técnicas utilizadas.
Biblioteca responsável: BR68.1