Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Distribution of the Planktonic Shrimp Lucifer (Thompson, 1829) (Decapoda, Sergestoidea) off the Amazon

Melo, NFAC; Neumann-Leitão, S; Gusmão, LMO; Martins Neto, FE; Palheta, GDA.
Braz. J. Biol.; 74(3)2014.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-694399

Resumo

Lucifer faxoni (BORRADAILE, 1915) and L. typus (EDWARDS, 1837) are species first identified in the neritic and oceanic waters off the Amazon. Samplings were made aboard the vessel Antares at 22 stations in July and August, 2001 with a bongo net (500-µm mesh size). Hydrological data were taken simultaneously for comparative purposes. L. faxoni was present at thirteen of the fourteen neritic stations analysed, as well as at five of the eight oceanic stations. L. typus was present at three of the fourteen neritic stations and in one of the eight oceanic stations. The highest density of L. faxoni in the neritic province was 7,000 ind.m3 (St. 82) and 159 ind.m3 (St. 75) in the oceanic area. For L. typus, the highest density observed was 41 ind.m3 (St. 64) in the neritic province. In the oceanic province, the highest single density value was recorded at station 75 (5 ind.m3). Overall, L. faxonitypically presented the highest densities.
Lucifer faxoni (BORRADAILE, 1915) e L. typus (EDWARDS, 1837) são espécies identificadas pela primeira vez nas águas neríticas e oceânicas da Amazônia. As coletas foram realizadas a bordo do navio Antares em 22 estações em julho e agosto de 2001, com uma rede bongô (500 µm). Dados hidrológicos foram tomados simultaneamente para fins comparativos. L. faxoniesteve presente em 13 das 14 estações neríticas analisadas, bem como em 5 das 8 estações oceânicas. L. typusesteve presente em 3 das 14 estações neríticas e em 1 das 8 estações oceânicas. A maior densidade de L. faxoni na província nerítica foi de 7.000 ind.m3 (estação 82) e 159 ind.m3 (estação 75) na área oceânica. Para L. typus, a maior densidade observada foi de 41 ind.m3 (estação 64), na província nerítica. Na província oceânica, o maior valor de densidade foi registrado na estação 75 (5 ind.m3). No geral, L. faxonitipicamente apresentou as maiores densidades.
Biblioteca responsável: BR68.1