Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Características de carcaça de cordeiros terminados em confinamento, com dietas contendo diferentes níveis protéicos

Zundt, Marilice; de Assis Fonseca de Macedo, Francisco; Nunes Martins, Elias; Agostinho Mexia, Alexandre; Martin Nieto, Leonardo; EMa; Maria Gomes de Macedo, Rosa.
Ci. Rural; 33(3)2003.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-704191

Resumo

Thirty two tricross lambs were finished (1/2 Texel + » Bergamácia + » Corriedale), 16 males and 16 females, were fed for 71 days, with isoenergetic diets (72% TDN), but with different protein levels (12,16,20 and 24% PB) and kept indoors in individual pens. The carcass were evaluated after slaughter. The average net carcass yield was 54%, while the average commercial carcass yield was 48%. It was verified that protein levels between 12 and 24% did not affect hot and cold carcass weights; commercial carcass yield, indexes of compactness of the carcass, and ham, as well as the body condition, carcass conformation, fat covering, fat consistency, meat color, fat thickness and fat deposition. The animals finished with 12% crude protein in the diet showed the highest carcass yield.
Trinta e dois cordeiros (¹/2 Texel + » Bergamácia + » Corriedale), 16 machos inteiros e 16 fêmeas, foram alimentados durante 71 dias com dietas isoenergéticas (72% NDT), variando os níveis protéicos (12, 16, 20 e 24 % PB) em baias individuais, com avaliação de carcaça após abate. O rendimento verdadeiro médio da carcaça foi 54%, enquanto o rendimento comercial médio foi 48%. Verificou-se que os níveis protéicos entre 12 e 24% não afetaram o peso da carcaça quente e fria; o rendimento comercial da carcaça, o índice de compacidade da carcaça e do pernil, bem como a condição corporal, conformação, cobertura de gordura, consistência da gordura, cor da carne, espessura de gordura e deposição de gordura. Os animais terminados com dietas com 12% de proteína bruta foram os que apresentaram maior rendimento verdadeiro de carcaça.
Biblioteca responsável: BR68.1