Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Atmosfera refrigerada e controlada para pêssegos 'Eragil'

Brackmann, Auri; Pivotto Pavanello, Elizandra; Both, Vanderlei; Weber, Anderson; Alfredo Vilela Pinto, Josuel.
Ci. Rural; 39(7)2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-706052

Resumo

The objective of this research was to evaluate the conditions of controlled atmosphere associated with low temperature, aiming to maintain the quality and reduce losses during storage of 'Eragil' peaches. The evaluated treatments were cold atmosfhere, controlled atmosphere (CA) with partial pressure of 1.0kPa of O2 + 3.0kPa of CO2, 2.0kPa of O2 + 5.0kPa of CO2 and 2.0kPa of O2 + 8.0kPa of CO2, all stored for a period of 57 days at -0.5°C. The experimental design was completely randomized with eight repetitions. After 57 days of storage plus two days of exposure to 20°C, fruits in controlled atmosphere maintained higher acidity, and showed less damage caused by internal flesh browning. The soluble solids, skin browning, rot and respiration rate showed no difference between the storage conditions, however all CA conditions had higher synthesis of ethylene and ACC oxidase activity. After shelf life, fruits stored in 2.0kPa de O2 + 8.0kPa de CO2 showed higher firmness loss, lower incidence of woolliness, internal and skin browning, and therefore the most effective CA condition for 'Eragil' peaches storage.
O objetivo do trabalho foi avaliar as condições de atmosfera controlada em associação à baixa temperatura, visando a manter a qualidade e diminuir as perdas durante o armazenamento de pêssegos da cultivar 'Eragil'. Os frutos foram conservados nas seguintes condições: atmosfera refrigerada, atmosfera controlada com pressões parciais de 1,0kPa de O2 + 3,0kPa de CO2, 2,0kPa de O2 + 5,0kPa de CO2, 2,0kPa de O2 + 8,0kPa de CO2, sendo todos armazenados por um período de 57 dias, a -0,5°C. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com oito repetições de 10 frutos. Após 57 dias de armazenamento e dois dias de exposição a 20°C, os frutos em atmosfera controlada mantiveram maior acidez titulável e apresentaram menor incidência de escurecimento interno da polpa. Os sólidos solúveis e a taxa respiratória não apresentaram diferença entre as condições de armazenamento. Entretanto, todas as condições de atmosfera controlada apresentaram maior síntese de etileno e atividade ACC oxidase em relação ao armazenamento em atmosfera refrigerada. Após a exposição à temperatura de 20°C, os frutos armazenados em 2,0kPa de O2 + 8,0kPa de CO2 apresentaram maior degradação da firmeza, menor incidência de lanosidade, escurecimento da polpa e da epiderme, sendo esta a condição de atmosfera controlada mais eficiente para o armazenamento de pêssegos 'Eragil'.
Biblioteca responsável: BR68.1