Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Suplementação de vacas holandesas em estádio avançado de lactação

Treptow Marques, Lúcia; Fischer, Vivian; Balbinotti Zanela, Maira; Stumpf Júnior, Waldyr; Edi Rocha Ribeiro, Maria; Eduardo Barros Vidal, Luís; Moreira Rodrigues, Caroline; Daiana Peters, Mônica.
Ci. Rural; 40(6)2010.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-706681

Resumo

The trial aimed to verify the effects of two feeding supplements: low and high level supplementation given to cows at an extended lactation stage upon productive aspects, physical-chemical composition of milk and blood biochemical profile. Twelve lactating Holstein cows, with 514kg of body weight, body condition score of 3.5, yielding 13L milk cow-1 day-1 and approximately 349 days of lactation were used. Treatments were low or high level of supplementation for lactating cows grazing natural range pasture. Cow's body weight and body condition score, individual milk yield, physical and chemical characteristics and somatic cells count, besides biochemical blood profile were evaluated. Increased nutrient supply augmented body weight gain, body condition score, fat corrected milk, milk fat and total solids contents, but did not change the others milk components nor blood biochemical profile. Increasing nutrient supply for cows at an extended lactation might be a valuable option to match milk productivity and improved physical aspects of dairy cows kept on grazing systems, without adverse effects upon milk components yield.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de duas dietas: baixo e alto nível de suplementação, fornecidas a vacas em estádio avançado de lactação sobre os aspectos produtivos, as características físico-químicas do leite e o perfil bioquímico sanguíneo. Foram utilizadas 12 vacas da raça Holandês, com média de 514kg de peso corporal, escore de condição corporal 3,5, produção de leite de 13 litros vaca-1 dia-1, com média de 349 dias de lactação. Os tratamentos foram: baixo e alto nível de suplementação para vacas mantidas em campo natural. Foram avaliados o peso vivo, o escore de condição corporal, a produção leiteira individual, as características físico-químicas e a contagem de células somáticas do leite (CCS), além do perfil bioquímico do sangue. As vacas, mesmo em estádio lactacional avançado, responderam ao aumento do aporte nutricional, com incrementos de ganho de peso, ganho de condição corporal e de produção de leite e produção leiteira corrigida para gordura, além de maiores teores de gordura e de sólidos totais. As demais características do leite e do sangue não foram alteradas. O aumento do aporte nutricional de vacas lactantes com estádio de lactação avançado pode ser uma opção viável para alcançar maior nível de produção leiteira e melhores condições físicas das vacas em sistemas de produção baseadas na utilização de pastagem, sem afetar adversamente a concentração dos componentes lácteos.
Biblioteca responsável: BR68.1