Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Seletividade de inseticidas utilizados em cultura cafeeira para larvas de Cryptolaemus montrouzieri Mulsant

Carlos Dias Rocha, Luiz; Andrade Carvalho, Geraldo; Fonseca Moscardini, Valéria; Tourino Rezende, Denise.
Ci. Rural; 41(6)2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-707269

Resumo

As well as most of the crops, in coffee crop, the association of selective compounds and natural enemies, composes an important tool for the integrated pest management (IPM). The objective of this study was to evaluate the selectivity of some pesticides used in coffee crops on larvae of Cryptolaemus montrouzieri Mulsant, 1853 (Coleoptera: Coccinellidae) under controlled laboratory conditions (climatic chamber) at 25±2°C, RH of 70±10% with a 12 h-photophase. The randomized experimental design was used, with six treatments and ten repetitions, being each composed for two larvae. For the comparisons of the averages of treatments, a factorial scheme was used with the products x number of instars for the different instars subsequent the application. The pesticides and doses in g of a.i. L-1 were: thiamethoxan (0.5), imidacloprid (0.7), mineral oil (13.3), endosulfan (2.63) and dimethoate (0.48). Distilled water was used as control. The sprayings of the pesticides were accomplished using a Potter's tower. The parameters evaluated were: specimens survival after the application of the compounds, and the compounds effects over the reproductive parameters of the predator. Thiamethoxan (0.5), imidacloprid (0.7) and endosulfan (2.63) were the most harmful to the treated individuals and for the first two compounds it was observed 100% of larvae mortality of the first and second instars soon at 1 day after the application and reduction in the survival of the larvae of third and fourth instars. Dimethoate (0.48) was harmful for the larvae of the first instar and slightly harmful for larvae of fourth instar. As a function of the selectivity presented by mineral oil (13.3), it can be recommended aiming its compatibilization with the C. montrouzieri natural enemy in programs of IPM in coffee crop.
Assim como a maioria dos cultivos, em cafeeiro, a associação de inimigos naturais com produtos fitossanitários seletivos é uma importante estratégia no manejo integrado de pragas (MIP). Dessa forma, este estudo objetivou avaliar a seletividade de agrotóxicos utilizados na cultura cafeeira sobre larvas de Cryptolaemus montrouzieri Mulsant, 1853 (Coleoptera: Coccinellidae), em laboratório. Os bioensaios foram realizados em condições controladas (25±2°C, UR de 70±10% e fotofase de 12 horas). Cada bioensaio consistiu em seis tratamentos e dez repetições, sendo cada parcela composta por duas larvas. Para as comparações das médias dos tratamentos, empregou-se um esquema fatorial inteiramente ao acaso de produtos x número de instares para os diferentes instares subsequentes à aplicação. Os inseticidas utilizados e suas respectivas dosagens de aplicação, em g de i.a. L-1 foram: tiametoxam (0,5), imidacloprido (0,7), óleo mineral (13,3), endossulfam (2,63) e dimetoato (0,48). A testemunha foi composta apenas por água destilada. A aplicação dos produtos foi realizada por meio de torre de Potter. Avaliaram-se a sobrevivência dos espécimes após serem contaminados com os produtos e os efeitos dos compostos sobre os parâmetros reprodutivos do predador. Tiametoxam (0,5), imidacloprido (0,7) e endossulfam (2,63) foram os mais prejudiciais, tendo sido observados, para os dois primeiros, 100% de mortalidade de larvas de primeiro e de segundo instares um dia após a aplicação e significativa redução na sobrevivência das larvas de terceiro e quarto instares. Dimetoato (0,48) foi nocivo para larvas de primeiro instar e levemente nocivo para larvas de quarto instar. Em função da seletividade apresentada pelo óleo mineral (13,3), este pode ser recomendado em compatibilização com o predador C. montrouzieri em programas de MIP na cultura cafeeira, sem prejuízo ao desempenho do inimigo natural.
Biblioteca responsável: BR68.1